DIVERSIDADE

18ª Parada do Orgulho LGBTI tem participação de mais de 500 mil pessoas

Cerca de 500 mil pessoas participaram da 18ª Parada do Orgulho LGBTI de Belém, que foi às ruas da capital paraense, na tarde de domingo, dia 20, com o tema “Empregabilidade para LGBTI”. O evento foi promovido pelo Grupo de Homossexuais do Pará (GHP), com o apoio da Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Coordenadoria da Diversidade Sexual de Belém (CDS).

O objetivo da parada, que teve início na escadinha do cais do porto de Belém, foi conscientizar a sociedade para que a população LGBTI tenha sua cidadania e seus direitos básicos garantidos, bem como buscar conquistar a sua empregabilidade.

A travesti Bárbara Pastana mostrou para o público trans que o sonho de entrar no mercado de trabalho pode se tornar realidade. “Estou trabalhando como recepcionista no BRT. Isso não é só um ganho pessoal, é olhar a vida com outras perspectivas. Ganhar esse empoderamento e mostrar a capacidade que uma pessoa trans tem para ocupar o mercado de trabalho. Isso é maravilhoso”, contou Bárbara.

Trabalho - O evento que percorreu as ruas do centro da cidade teve o apoio de um trabalho em conjunto de secretarias municipais. “O apoio das secretarias foi fundamental para realização do evento. A CDS  vem debatendo a temática Empregabilidade para LGBTI há algum tempo. Já fizemos uma parceria com o Fundo Ver-o-Sol, para que cada curso tenha vagas destinadas para o público LGBTI, para que, além da empregabilidade, a gente tenha profissionais capacitados para o mercado de trabalho”, explicou Clédson Sampaio, coordenador da CDS.

Durante as caminhada, entre a escadinha da Estação das Docas até o mercado de São Brás, muitos vendedores ambulantes comercializavam seus produtos. “Atuamos na fiscalização e no ordenamento de aproximadamente dois mil ambulantes que estão trabalhando informalmente no percurso, para que não haja problemas durante o evento e para que as pessoas se divirtam em segurança”, explicou Marco Antônio, subcoordenador de fiscalização da Ordem Pública.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), por meio do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), orientou os participantes. “Estamos de portas abertas para atender a todos que precisem de orientação preventiva, e os que precisem fazer testes rápidos de HIV, Hepatite B e C e de Sífilis, vacinas, entre outros, e encaminhamento para Casa Dia. Ficamos localizados na avenida Tamandaré, na esquina com a travessa São Pedro”, explicou Harry Sardinha, gerente do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA).

Parcerias - Durante o trajeto, o evento contou com o apoio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB), com viaturas e motocicletas e fazendo os bloqueios das vias. A Guarda Municipal de Belém (GMB) garantiu a segurança do público, além dos serviços da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan) que concluiu a limpeza de todo o percurso da parada a pós a sua passagem.

As Secretarias Municipais de Urbanismo (Seurb) e de Meio Ambiente (Semma), a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) e a Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (Codem) também trabalharam em conjunto e ajudaram a passeata a seguir seu trajeto de forma segura e animada até sua chegada ao mercado de São Brás.

 

Texto com a colaboração de Amanda Cardoso

Tags

CDS codem guarda municipal semma semob sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder