MAIS OBRAS

Prefeitura inicia urbanização de trecho da Bernardo Sayão e segue obra no trapiche do Porto da Palha

A Prefeitura Municipal de Belém mantém intensa as atividades da política urbana da capital e na sequência de ações na capital. Nesta quinta-feira, 7, foi assinada a ordem de serviço para o início das obras de revitalização do trecho da avenida Bernardo Sayão, compreendido entre a praça Princesa Isabel e o espaço do antigo Iate Clube do Pará, atual marina pública. As obras iniciaram nesta manhã e serão executadas no prazo de quatro meses.

A ordem de serviço é no valor de R$ 710,4 mil e contempla várias intervenções de engenharia, dentre as quais pavimentação da calçada com piso tátil, paisagismo, academia com barras, mesas recreativas, bancos e lixeiras, além de quiosques. A ordem assinada é apenas uma das demais que incluem ainda asfaltamento, construção de quadras esportivas, iluminação e colocação de alambrados. A extensão do trecho das obras iniciadas hoje é de cerca de 600 metros.

A assinatura teve a presença do prefeito Zenaldo Coutinho, de Anette Kautau, secretária municipal de Urbanismo; Luciana Vasconcelos, do Programa Sanear Belém (Seurb); além de Eduardo Sardo, secretário interino de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel); do vereador Wilson Neto (PRB); e representantes do Núcleo de Atendimento à Comunidade (NAC), além da empresa responsável pela obra e de moradores do bairro da Condor.

Humanização – “A intenção da obra é proporcionar qualidade de vida à população, humanizar o espaço público voltado ao cidadão. Estivemos mostrando à comunidade essa obra de urbanização, que vai contar com quadras esportivas, quiosques e calçada para prática de caminhadas e corridas”, disse Zenaldo Coutinho. Em um trecho da conversa com a comunidade, o prefeito complementou: “Antes de uma obra de revitalização, trata-se de uma obra para humanizar este espaço”.

Comunidade – Antes da assinatura da ordem de serviço, a equipe técnica da Seurb apresentou o projeto de urbanismo para aproximadamente 20 moradores das proximidades da marina pública, alguns sendo representantes das associações comunitárias como Alan Kardec, Guajará e Marina Pública. A apresentação técnica despertou a atenção dos moradores, que aproveitaram para esclarecer dúvidas e apresentar sugestões ao prefeito e secretários.

Zenaldo Coutinho chamou atenção para manutenção e cuidado com o espaço público. Pediu a colaboração dos moradores, sobretudo na fiscalização de descarte de resíduos sólidos. O prefeito ressaltou a necessidade da constituição de uma associação para preservar aquele trecho da avenida Bernardo Sayão. “A organização de vocês é fundamental para se preservar este espaço”, ressaltou Zenaldo, que pediu ainda a inclusão, no projeto de engenharia, de dois banheiros a serem administrados pela comunidade, juntamente com o NAC. o Núcleo, inclusive, ficará responsável em cadastrar os moradores que têm interesse em desenvolver alguma atividade informal na área.

Expectativas – Morador há 37 anos do bairro Condor, José Pinheiro, 47, mostrou-se satisfeito com o projeto exibido e com a notícia do início das obras. “É com grande satisfação que recebemos essa obra da prefeitura, pois vai beneficiar moradores de muitas comunidades. Esse bairro nunca foi beneficiado como está sendo agora, com a praça Princesa Isabel e também com esse espaço de lazer, de esporte, cultura e empreendedorismo. Agora podemos ganhar nosso dinheiro. Estávamos carente de um espaço desse”, opinou. “Para nós será muito importante está obra, pois essa área estava muito tempo abandonada. Será benefício para muitas famílias que poderão praticar esportes e até ganhar seu dinheiro de forma honesta”, destacou Sueli Santos, 45.

Porto da Palha – Após a reunião e assinatura da ordem de serviço da obra do trecho da avenida Bernardo Sayão, o prefeito Zenaldo Coutinho vistoriou a obra executada no porto da Palha, também no bairro Condor. No local, o serviço é voltado à reestruturação do trapiche de madeira, que recebe não apenas produtos como açaí, farinha e pescado, mas passageiros, grande parte moradores de áreas ribeirinhas. Os titulares das secretarias municipais de Urbanismo (Seurb), Economia (Secon) e de Saneamento (Sesan), também acompanharam a visita.

“Essa obra está sendo importante, pois esse trapiche estava deteriorado. Melhorou bastante para o nosso trabalho”, disse Isaac Gonçalves, 50, morador da ilha do Combu, comerciante de açaí e dono de embarcação que realiza o transporte de passageiros. Atilena Nascimento, 30, gostou do novo trapiche, mas espera que seja colocado um flutuante. “Melhorou o trapiche, sim, muito bom para quem faz compras, mas vai melhorar mais ainda com a colocação de um flutuante”, disse a moradora do Igarapé do Piriquitacuara, localizado no Combu.

Rosiane Almeida, 46 anos, sendo 30 deles à frente do pequeno comércio instalado na área do Porto da Palha, diz-se esperançosa com o projeto de revitalização da feira do Porto da Palha, mas não escondeu a preocupação quanto ao novo espaço destinado a 189 quiosques de todos os setores, do hortifrutigranjeiro à venda de pescado. “Agradeci ao prefeito, mas falei do nosso temor em ficar distante do porto. Ele nos respondeu que irá reunir com a gente e esclarecer sobre a nova feira”, disse a comerciante que vende lanches, refeições e bebidas.

Sobre o temor da comerciante Rosiane, o prefeito Zenaldo Coutinho esclareceu. “Essa reforma e o novo trapiche, em obra acompanhada pela associação, dará mais qualidade aos comércios e à atividade de embarque e desembarque. E isso é apenas uma etapa, pois estamos preparando um grande projeto do Porto da Palha, que está em fase final de elaboração da empresa contratada, para deixarmos as atuais condições de improviso”, argumentou.

Até o final deste ano, a Prefeitura de Belém deve publicar a licitação da grande obra de revitalização de toda a estrutura do Porto da Palha.

Tags

promaben SANEAR BELÉM sesan seurb

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder