MEMORIAL DOS POVOS

Arena cultural da Fumbel é reinaugurada com festa e apresentações culturais

A Prefeitura de Belém reinaugurou na noite desta segunda-feira, 2, a arena cultural da Fundação Cultural de Belém (Fumbel). O espaço, também conhecido como Memorial dos Povos, fica localizado na sede da Fumbel, na avenida Governador José Malcher. Estudantes da rede municipal que participam do projeto "Cantar-o-lar", da Secretaria Municipal de Educação (Semec), se apresentaram com o músico Salomão Habib no espaço recém-inaugurado. E crianças indígenas Warao cantaram músicas natalinas e canções da etnia.

A cerimônia de entrega contou com a presença do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, secretários municipais e outras autoridades. A reforma do espaço teve um investimento total de aproximadamente R$ 60 mil.

A obra incluiu as reformas da Sala Tó Teixeira, do Cinema Acyr Castro e do camarim do anfiteatro. Foram feitos reparos nas instalações de refrigeração e elétrica, pinturas e instalação de revestimentos em pastilhas de cerâmica, explicou o prefeito de Belém: “O espaço ganhou revitalização total, camarim, banheiros e uma nova estrutura para receber nossos eventos culturais”.

A programação para o mês de dezembro do espaço já está estabelecida. “Já teremos uma programação cultural para o mês de dezembro. Todo final de semana, 19 corais estarão apresentando cânticos natalinos", anunciou o presidente da Fumbel, Fabio Atanásio.

O comunicador visual Aquiles Cordeiro, de 42 anos, fez questão de acompanhar a entrega. Pai de um dos jovens que se apresentou no palco, Aquiles destacou que a arena será mais uma forma de incentivar a cultura no município. “É importante que espaços como esse sejam cada vez mais entregues e mantidos. Isso é uma forma de incentivar o processo cultural na nossa cidade e tonar a cultura mais acessível ao grande público".

Unicef – O evento também celebrou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC). Para celebrar a inclusão e a diversidade, as crianças que participam do "Cantar-o-lar" e o músico Salomão Habib, coordenador do projeto, apresentaram algumas canções inéditas, as músicas "Natal Paraense" e "Estrela Guia". 

“Essa arena vem para contribuir para ter mais espaço de cultura e lazer para as crianças e adolescentes de Belém. E também estamos comemorando o marco dos 30 anos da convecção de direitos e não tem melhor forma de celebrar, que fazendo coisas concretas como esse espaço", disse a coordenadora do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) na Amazônia, Anyoli Sanabria Lopez.

Outro momento especial da noite foi a apresentação de 25 crianças indígenas Warao, que cantaram músicas natalinas e canções da etnia. Jovens atendidos e beneficiadas com projetos culturais leram a carta de manifesto do Unicef sobre o 30 anos de convenção. Zenaldo Coutinho acompanhou a leitura e aproveitou para recitar o poema "A beleza da madrugada", além de destacar a participação dos jovens e crianças na reinauguração. “Nesse momento que viemos festejar a abertura de um espaço cultural, ficamos felizes de ver tantas crianças juntas, para cantar e participar desse momento especial", disse o prefeito.

Convenção - No Brasil, a Convenção inspirou o Artigo 227 da Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de 1990. Influenciado por esses três marcos legais, o País criou um Sistema de Garantia de Direitos inovador, ainda entre os mais avançados do mundo, baseado na ideia de proteção integral à criança e ao adolescente.

Tags

fumbel

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder