ASSISTÊNCIA SOCIAL

População de rua recebe acolhimento e tem acesso a direitos nas unidades da Funpapa

"Depois que eu conheci o Centro Pop eu vi que a minha vida iria melhorar. Eu chego, tomo meu café da manhã, descanso um pouco, tomo banho e depois começo a fazer as atividades propostas pelos coordenadores", contou Antônio Eduardo Oliveira, 49 anos, sobre o atendimento que ele recebe diariamente no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) da Fundação Papa João XXIII (Funpapa) que funciona no bairro de São Brás.  

Antônio Eduardo mora na rua há 28 anos, desde a morte do pai. Após sair da casa onde morava, Antônio se tornou alcoólatra e usuário de outras drogas. O cearense é uma das 1.274 pessoas em situação de rua em Belém que foram atendidas de janeiro a agosto deste ano nos quatro espaços de acolhimento especializado administrados pela Funpapa.

"A minha vida é um pouco complicada. Eu perdi meu pai com 10 anos e ele era alcoólatra. Depois que ele morreu eu comecei a morar na rua, passei a usar drogas e a beber, foi quando eu escolhi vir para Belém e conheci o Centro Pop", contou.

Serviços - O Centro Pop disponibiliza serviços assistenciais, como acesso à higiene e alimentação, triagem, investigação social, encaminhamento para a rede de proteção social e de saúde e emissão de documentos, além de proporcionar os serviços de vivência e oficinas para fortalecimento de vínculos.       

"O Centro Pop tem como objetivo o atendimento específico de pessoas em situação de rua. Nós temos uma rotina diária de atendimentos, em que elas têm um espaço privativo: um armário onde guardam os pertences trazidos da rua e acesso a um momento de higiene pessoal", explicou a coordenadora do Centro Pop de São Brás, Caroline Ribeiro. 

Entre as ações realizadas pelo Centro Pop estão as oficinas sociopedagógicas do projeto “Ressocialização com Cultura, Esporte e Lazer”, que resultam em espetáculos culturais como a I Mostra Cultural de Pessoas em Situação de Rua, que levou a magia do Natal para os usuários do espaço no último dia 17 de dezembro.

Gratidão - Serviços ofertados gratuitamente pela Prefeitura de Belém por meio da Funpapa, garantindo cidadania a pessoas em situação de rua, geram o sentimento de gratidão em quem teve a vida mudada pelos atendimentos. "Eu tenho tanto que agradecer aos pedagogos, psicólogos e orientadores. Se não fosse o Centro Pop eu nem sei o que seria da gente", disse Antônio Eduardo Oliveira.

Tags

funpapa

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder