ANIVERSÁRIO DE BELÉM

Área de educação alcançou avanços significativos na capital paraense

No próximo dia 12, Belém fará 404 anos. Na área da educação, a evolução foi constante nos últimos oito anos. Esses avanços podem ser observados por meio do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que em 2017, revelou que o Ensino Fundamental da Rede Municipal de Belém foi o terceiro com maior crescimento entre as capitais brasileiras, nas séries iniciais, ficando com a pontuação de 5.1, atingindo as metas projetadas, passando da média de 4.6, em 2015.

“De 2013 até o início de 2020, podemos dizer que a Prefeitura de Belém está de parabéns por todos os avanços alcançados na educação. Foram muitas escolas construídas, reformadas e ampliadas. Tivemos também muitos avanços nos transportes escolares, ônibus e lanchas, que facilitaram a permanência do aluno na escola, o que diminuiu a evasão escolar”, contou a secretária municipal de educação, Socorro Aquino.

Transporte - Em 2013, havia apenas dois ônibus para atender à demanda de locomoção de todos os alunos da rede pública municipal. Atualmente, são 48 ônibus no total. E como Belém é uma cidade ribeirinha, a Semec atende às escolas das ilhas do sul e do norte, no entorno da capital, por meio de 19 barcos e quatro lanchas.

Obras – Muitas obras de construção civil em escolas foram realizadas. “De 2013 a 2019, tivemos um investimento de R$ 77 milhões em reformas e construções, com 16 escolas construídas e inauguradas, 131 reformadas, 49 climatizadas e 17 quadras esportivas construídas. Outras três escolas e uma quadra esportiva estão em fase final de construção para serem inauguradas, ainda, no primeiro semestre de 2020”, disse Socorro Aquino.

Conquista - Uma das últimas conquistas da educação municipal foi a adesão da Escola Municipal de Educação Fundamental Liceu Mestre Raimundo Cardoso, localizada no distrito de Icoarcai, ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, do Governo Federal, vinculado ao Ministério da Educação (MEC), processo que já está sendo implantado em 2020.

Inclusão - Objetivando, cada vez mais, à inclusão social das crianças com deficiência, a Prefeitura de Belém, por meio do Centro de Referência em Inclusão Educacional "Gabriel Lima Mendes" (CRIE), vinculado à Semec, promove a educação especial no município.

“Antigamente, somente 533 alunos com deficiência tinham acesso à rede municipal. Hoje, mais de 1.800 estudantes são beneficiados com o trabalho desenvolvido pelo município na área da Educação Especial. Atualmente, 158 escolas estão adaptadas para alunos com deficiência e existem 66 Salas de Recursos Multifuncionais (SRM) para atender às escolas da rede municipal de ensino”, prossegue Socorro Aquino.

Alimentação - Para incentivar e estimular a alimentação saudável nos estudantes da rede educacional, a Prefeitura de Belém também desenvolve dentro das escolas municipais projetos de educação alimentar, como o projeto Horta Escolar Pedagógica.

Além das hortas escolares, a Prefeitura de Belém reforça essa alimentação saudável, fornecendo uma merenda escolar de qualidade, em todas as 197 escolas municipais, para mais de 70 mil estudantes, por meio da Fundação Municipal de Assistência ao Estudante (Fmae). 

“Durantes os últimos anos, tivemos um grande avanço na merenda escolar. Hoje temos uma merenda saudável e de qualidade. E mais de 8 mil alunos participam do projeto Café da Manhã nas Escolas. Isso facilitou muito o aprendizado das crianças”, acrescentou a secretária.

Educação indígena – A Semec também desenvolve ações da chamada Pedagogia de Emergência aos Imigrantes, refugiados da Venezuela, da etnia Warao. Desde outubro de 2018, um atendimento educacional especializado vem sendo realizado às crianças Warao, no abrigo Estadual Domingos Zahluth, no abrigo Provisório da João Paulo II e na Casa de Autogestão Monitorada do Município. Essas unidades atendem à aproximadamente 150 crianças, de 6 meses a 12 anos, da educação infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Projetos - Visando proporcionar uma educação de qualidade aos alunos da rede, uma das principais ferramentas pedagógicas da Semec são os projetos educacionais, que são desenvolvidos para qualificação de professores e alunos da Rede Municipal de Ensino.

Alguns projetos criam grande movimentação nas escolas e promovem mudanças sociais. Os de maiores destaques, são os projetos Direito de Ser Criança e Adolescente, Cantar-o-Lar, Concerto Didático, Turismo na Escola, Inocência Roubada, Bem-Aventurados, Alfabetização em Movimento, Brasil de Tuhu, entre outros, que fazem a diferença na qualidade de ensino dos alunos da rede pública municipal.

Tags

Belém404Anos fmae semec

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder