Inovação

Instituto Claro seleciona projetos na região Norte para a 8ª edição do Campus Mobile

Na região Norte foram selecionados 6 projetos

São Paulo, 21 de janeiro de 2020 – O Campus Mobile, concurso de inovação e empreendedorismo para universitários promovido pelo Instituto Claro, terá um recorde de projetos participantes em sua 8ª edição. São 94 projetos selecionados de todas as regiões do Brasil, sendo 6 da região Norte. O objetivo é incentivar a formação de talentos para atuar no segmento de conteúdo e serviços mobile, a iniciativa tem parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio do Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (LSI-USP). 

A 8ª edição, que é considerada a maior desde que o programa surgiu, teve um total de 304 inscrições – 40% a mais do que no ano anterior -, com 685 participantes de 25 estados do país. Os 94 projetos selecionados, todos inscritos por estudantes universitários e recém-formados, estão divididos em seis categorias: Saúde, Games, Educação, Diversidade, Smart Cities e Smart Farms.

De 6 a 31 de janeiro, os selecionados passarão por uma etapa de formação. A cada semana, eles vão acompanhar palestras online (transmitidas ao vivo pelo YouTube) com especialistas em tecnologia, inovação e, também, com integrantes das bancas avaliadoras de cada uma das categorias. As transmissões serão abertas ao público e têm o objetivo de aumentar o conhecimento e fornecer informações para que os jovens incrementem suas ideias e se preparem para as próximas etapas do concurso.

A primeira fase é a semana presencial, que acontece em fevereiro, em São Paulo (SP), os participantes ficarão cinco dias imersos em maratonas de programação (hackatons), mentorias, palestras, oficinas, visitas técnicas e apresentação dos projetos. Nessa fase, a ideia é aprimorar o que já foi desenvolvido, fazer ajustes nos projetos e deixá-los prontos para a banca que irá selecionar os finalistas da 8ª edição.

Ao final, serão escolhidos, entre os finalistas, seis projetos vencedores, sendo um de cada categoria. Além de um prêmio em dinheiro, os participantes ganham uma viagem de imersão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos, para conhecerem algumas das mais importantes empresas de tecnologia do mundo.

Confira os projetos selecionados da região Norte:

Categoria Diversidade

ChartVision: Uma aplicação móvel para interação com gráficos de dados por deficientes visuais– 1 integrante – PA
Aplicativo que provê audiodescrição e resposta tátil de gráficos, voltado para pessoas com deficiência visual.

produtorAs– 3 integrantes – TO
Plataforma para divulgação e comercialização de produtos feitos por mulheres que moram em áreas rurais.

Categoria Educação

Pravaler - Ferramenta de Ensino de Educação Financeira – 1 integrante – PA
Aplicação mobile para o aprendizado de educação financeira utilizando como base a metodologia ativa de Resolução de Problemas e Investigação Matemática.

Categoria Saúde

Gestante Digital- Aplicativo para acompanhamento pré-natal – 2 integrantes – AM
Aplicativo para acompanhamento da gravidez voltado a mulheres que usam o serviço público de saúde, digitalizando a caderneta da gestante do SUS.

Categoria Smart Cities

Aua Bank – 3 integrantes – PA
Fintech que visa prover micro crédito a pequenos negócios, atraindo clientes para estes estabelecimentos ao promover ações de publicidade direcionadas.

Categoria Smart Farms

FARM.GO - Agricultura Familiar em um Click – 1 integrante – PA
App que tem por objetivo conectar produtos da agricultura familiar a pessoas da cidade que procuram por alimentos saudáveis sem sair de casa. Entregadores parceiros podem se cadastrar e receber por horas trabalhadas.

Para saber mais sobre os projetos selecionados, acesse:

https://www.institutonetclaroembratel.org.br/nossas-novidades/conheca-os-projetos-selecionados-para-a-8a-edicao-do-programa-campus-mobile/.

SOBRE O INSTITUTO CLARO

A área de Responsabilidade Social da Claro investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania, por meio do Instituto Claro, com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento.

Desta forma, realiza e apoia projetos como o Campus Mobile, o Educonex@o, o Programa Dupla Escola, entre outros. O Instituto Claro é qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça, e é reconhecido pelo Departamento de Informação Pública das Nações Unidas (DPI/ONU) como uma organização não governamental corporativa que promove os ideais e princípios sustentados pela Carta das Nações Unidas. Conheça outras realizações no site do Instituto: https://www.institutoclaro.org.br/

Tags

Claro Empreendedorismo inovação

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder