Ajude

Museu Goedi faz campanha para reformar recinto das aves

Tudo ou nada. A campanha vai até dia 3 de fevereiro com a meta de atingir 86 mil reais. Se o valor não for alcançado, o dinheiro volta aos colaboradores.

O Museu Emílio Goeldi está em campanha com o objetivo de arrecadar fundos para revitalização das instalações do recinto das aves do seu Parque Zoobotânico. As doações podem ser realizadas até dia 3 de fevereiro deste ano. A campanha é conhecida como “Tudo ou Nada”, pois se o valor da meta não for alcançado, o dinheiro volta aos seus colaboradores.

As aves que chegam ao Goeldi são vítimas de maus tratos, tráfico, uso doméstico inapropriado, queimadas e desmatamentos, entre outros ambientes nocivos para as espécies. O espaço precisa de reformas para o adequado alojamento das espécies, de novo gradeamento e melhores condições cenográficas para que as aves se sintam confortáveis no habitat.

Segundo Tatiana Figueiredo, bióloga do Goeldi, essa campanha tem uma grande importância para o Museu, que tem a obrigação de oferecer um ambiente de qualidade, que ofereça todas as condições para que o animal demonstre seu comportamento biológico natural.

“Agora é o momento de os paraenses mostrarem todo o seu carinho com os animais desta instituição de mais de 150 anos de idade e fazer sua contribuição. Com certeza os animais vão ser os mais beneficiados nessa ação. Nós estamos esperançosos e esperando essa contribuição”, declara.

Nilson Chaves, cantor e compositor amazônico, aderiu à campanha. Segundo ele, Goeldi é uma instituição coletiva. “É uma responsabilidade minha de contribuir, uma responsabilidade de todos nós, pois o Goeldi é nosso e cada um precisa fazer sua parte. Estou aderindo a campanha com todo amor e temos que fazer isso todos juntos. Que a gente possa unir forças para reformar esse espaço tão especial”, afirma.

Segundo Oswaldo Braglia, coordenador da campanha, da meta a ser atingida, apenas 58% foi alcançada. “A reforma, além de aproveitar área já existente, criará sinergia entre ambientes apropriados à educação e conhecimento de espécies de portes variados, permitindo ao público visitante o acesso e conhecimento sobre cada espécie. Se não alcançarmos o objetivo, temos de devolver todo o valor arrecadado, é tudo ou nada”, e complementa: “Precisamos arrecadar nesta semana pouco mais de 12 mil para alcançar nossa meta, é a diferença entre realizar a Reforma e devolver todo o valor arrecadado, não tem meio termo”.

Sobre o Goeldi

Ao longo dos anos, o Goeldi tornou-se uma das instituições que mais contribuem com a preservação e pesquisa de espécies da flora e fauna da Amazônia. O local sesquicentenário é considerado um dos cartões portais da cidade e abriga exemplares da fauna e flora, entre os mais exóticos da região amazônica.

O Museu recebe cerca de 400 mil visitantes/ano, entre eles centenas de estudantes de escolas públicas (60 mil em média), por meio de seus professores, que procuram o Goeldi em formato de excursões educativas e culturais. A difusão e disseminação de conhecimento faz parte das atividades da Instituição e as novas instalações irão permitir desdobramentos para o atendimento à população nesse sentido.

O Goeldi é conhecido no mundo inteiro como a instituição que pesquisa as riquezas da Amazônia e tem um papel fundamental na orientação de políticas públicas e na conservação e manejo de recursos naturais.

Campanha conta com apoio do BNDES

O BNDES dará mais dois reais para cada real arrecadado. Esta ação de Matchfunding tem a intermediação do Instituto Peabiru, pelo Programa PROGOELDI, criado há quatro anos, sendo uma parceria entre o Museu Goeldi e a OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

Serviço:

Colabore em: https://benfeitoria.com/museugoeldi
Oswaldo Braglia
(91) 98701-0288
Coordenador PROGOELDI

Tags

Amazônia Doação Museu Emílio Goeldi Nilson Chaves

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder