CARNAVAL 2020

Piratas da Batucada homenageia o carnavalesco Miguel Santa Brígida na avenida do samba

A Escola de Samba Piratas da Batucada se prepara para o desfile oficial das escolas de samba da capital paraense, na programação da Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel). No sábado, 15, a agremiação do bairro da Pedreira será a quarta a desfilar, com o enredo “Miguel Santa Brígida: O Arcanjo Dionisíaco do Drama, Fé e Carnaval!”.

Este ano, os “piratianos” levarão à passarela do samba a resistência e o cortejo das paixões de Miguel Santa Brígida, que vêm acompanhando e encantando, desde muito cedo, com o drama, fé e carnaval.

Miguel Santa Brígida é professor, mestre e doutor ligado ao Instituto de Ciências e Artes da UFPA (ICA), além de carnavalesco. Ele foi o criador do Auto do Círio, realizado pela Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará (UFPA), inserido na programação cultural do Círio de Nazaré, sendo levado às ruas da Cidade Velha, na sexta-feira, antes da grande procissão.

“Apaixonado pela rua e seus mistérios e com um povo carregado de fé, leva artistas, anônimos ou não, a fazer a homenagem maior à Rainha da Amazônia. Ali, onde tudo começou, na eterna velha cidade da Catedral de Belém, dos casarões e dos palácios”, explica Jamil Mouzinho, autor do enredo e carnavalesco do Piratas da Batucada, há seis anos.

“E como num ímpeto de total entrega, de amor e fé, colocam sobre nossas cabeças e fazem sobrevoar sob o céu desta cidade, como uma celebração para todos, em forma de bênçãos e agradecimento coletivo neste carnaval”, continua Mouzinho.

“O carnaval pra mim é sem duvida a maior expressão da cultura popular desse país. Belém não fica muito fora dessa história, considerando que temos agremiações que foram fundadas em 34 e se a gente for contar desde essa agremiação até os dias de hoje, a gente sabe que existe uma linda trajetória construída no carnaval”, expressa Mouzinho.

Preparativos - Nos últimos dias de ensaio, cerca de 1.400 brincantes se aperfeiçoam para fazer bonito na avenida. Édson Barata, carnavalesco do Piratas, diz que neste ano a escola terá um desfile diferenciado. “Estamos desenvolvendo esse enredo com bastante afinco, para mostrar na avenida um carnaval diferenciado, mesmo com as dificuldades que nós temos de fazer carnaval aqui no Pará”, disse.

“Vamos para a avenida mostrando nossas alegorias com muitas cores, intervenções e interferências teatrais e vamos fazer com que a Aldeia Amazônica participe do nosso desfile com gosto. Estamos a mil para poder dar conta de todo o trabalho”, complementou o carnavalesco.

“Estamos dando o nosso melhor, com muito suor. É muito bom quando você pratica a arte e vê seu trabalho concluído na avenida. É gratificante”, expressa, emocionada, uma das aderecistas da escola, Gabi da Silva.

Santa Brígida - “Foi uma surpresa. Nunca imaginei ser enredo de uma escola de samba, com isso, cada momento está sendo especial, pelo Jamil [Mouzinho], que é um amigo dessa minha trajetória, e pelo Édson [Barata], que também é um carnavalesco amigo. São pessoas que estão criando um processo carnavalesco, que é o que eu vivo. E ver tudo isso na avenida vai ser emocionante e mágico”, conta o homenageado Miguel Santa Brígida.

Assista ao vídeo:

Desfiles - Os desfiles das Escolas de Samba de Belém 2020, na Aldeia Amazônica, serão realizados nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro. No dia 14, será o desfile do Segundo Grupo das Escolas de Samba; no dia 15, do Primeiro Grupo (Especial); e no dia 16, do Terceiro Grupo. Nos distritos de Belém haverá concurso de escolas de samba e blocos, sendo no dia 24, em Icoaraci; e no dia 25, em Outeiro.

Leia também:

Escola de Samba da Matinha levará reflexão sobre diferenças à avenida

Quem São Eles promete emocionar com o enredo “A Beleza de Ser um Aprendiz”
 

Tags

fumbel

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder