CARNAVAL 2020

Escola de samba Xodó da Nega levará à avenida a luta de mulheres ao longo dos anos

“A luta das mulheres muda o mundo pelo direito de ser e amar”. É com esse enredo que a Associação Carnavalesca Xodó da Nega se prepara para o desfile oficial das escolas de samba da capital paraense, na programação da Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel). No sábado, 15, a agremiação do bairro da Cremação será a oitava a desfilar e promete deixar um legado de respeito em defesa às mulheres. 

Samba, crítica e mulher serão os eixos que a Xodó da Nega adotará para o desfile deste ano. A proposta da escola é fazer uma crítica sobre a sociedade patriarcal, falar da importância do movimento feminista e suas conquistas, tudo isso sem perder a essência carnavalesca.

Causas sociais - A agremiação tem em seu histórico habituais enredos que abraçam causas sociais, e, este ano não será diferente. A escola de samba irá mostrar na avenida as conquistas e lutas do movimento feminista, fazendo um passeio histórico entre os períodos de transformação da sociedade, ao longo dos anos, até os dias atuais. 

No Brasil são recorrentes os números de agressão contra a mulher, feminicídio e preconceitos machistas. No balanço do último ano, o estado do Pará teve um aumento de 20% de mortes de mulheres vítimas de homicídio. A partir desses dados, a Xodó da Nega abraçou a luta das mulheres e levantou a bandeira da igualdade e dos direitos. 

“É uma temática importante e necessária, e o carnaval sempre foi resistência, então, nada mais justo que associar lutas feministas a uma festa que é do povo e que por vezes torna-se suprimida”, revela Alberto de Jesus (Careca), presidente da agremiação.

“Esperamos que a agremiação faça um bom desfile. Falar de mulher é sempre uma grande responsabilidade e desenvolver esse enredo está sendo de grande aprendizado para todos que da escola fazem parte”, completa Careca.

Histórico - Fundada em 1º de maio de 1989, a Associação Carnavalesca Xodó da Nega é tradição no bairro da Cremação e nos ensaios atrai centenas de moradores do bairro que acompanham todo o trabalho feito pelos integrantes da escola.

“Desde que era bloco, eu trabalho para a Xodó da Nega tirando do papel para mostrar na avenida um carnaval, no qual é pensado e desenvolvido com apreço e satisfação para o público. Gosto muito dessa escola”, conta Marcos Alcântara, carnavalesco da agremiação. “Quando chega o período do Carnaval, minha vida é voltada só para a escola”, finaliza.

Para o sábado, dia 15, a agremiação levará para a avenida nove alas, 200 ritmistas e um número de, aproximadamente, 1.400 brincantes.

Assista ao vídeo da escola:

Desfiles - Os desfiles das Escolas de Samba de Belém 2020, na Aldeia Amazônica, serão realizados nos dias 14, 15 e 16 de fevereiro. No dia 14, será o desfile do Segundo Grupo das Escolas de Samba; no dia 15, do Primeiro Grupo (Especial); e no dia 16, do Terceiro Grupo. Nos distritos de Belém haverá concurso de escolas de samba e blocos, sendo no dia 24, em Icoaraci; e no dia 25, em Outeiro.

 

Leia também:

Piratas da Batucada homenageia o carnavalesco Miguel Santa Brígida na avenida do samba

Escola de Samba da Matinha levará reflexão sobre diferenças à avenida

Quem São Eles promete emocionar com o enredo “A Beleza de Ser um Aprendiz”

Tags

Carnaval 2020 fumbel

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder