NOSTALGIA

Museu de Brinquedos Antigos instiga a curiosidade de crianças e adultos

Em Belém existe um museu dedicado aos brinquedos antigos que fizeram a alegria de muita gente.

A psicologia infantil incentiva o uso de brinquedos no desenvolvimento emocional e intelectivo de crianças. E desde os tempos mais antigos os brinquedos desempenham um importante papel na vida das crianças e também dos adultos, saudosos dos tempos de infância.

Em Belém, capital do Pará,  existe um museu dedicado aos brinquedos antigos que fizeram a alegria de muita gente. 
O Museu de Brinquedos Antigos completou, ano passado,  10 anos de existência e possui um acervo de 2.500 peças que datam de 1940 até os dias de hoje. 

Considerado o primeiro museu da região norte nesse segmento, funciona na casa do administrador Tony Cruz, de 38 anos, criador do espaço, no bairro do Coqueiro.  

Ele conta que estava escrevendo seu quarto livro quando veio a ideia de criar o museu. Logo  iniciou um estudo histórico sobre o assunto e hoje realiza mostras, exposições, palestras e participa de eventos sobre o tema. 
Para se aprofundar ainda mais o assunto, Tony fez um curso de brinquedista. 

 “Hoje o Museu atende por mês cerca de 200 pessoas entre crianças,  colecionadores, empresários, adolescentes de escolas públicas e particulares, acadêmicos que realizam estudos sobre o tema, entre outros”, conta o idealizador do Museu. 

A maior parte do acervo é de brinquedos dos anos 80 que ainda encantam as pessoas, mesmo em fase dos novos brinquedos tecnológicos. São jogos, bonecos de super heróis, aeromodelos, entre outras infinidades de opções. 

Para visitar o Museu de Brinquedos antigos,  que fica no Conjunto Satélite, WE 5, casa 334, é preciso entrar em contato com o Tony Cruz pelo telefone (zap) 98329-8263. A visita custa R$ 10 reais.  “A pessoa interessada liga, a gente troca umas ideias e fazemos o agendamento na hora e dia que for mais apropriado para ela e pra mim também”, contou.

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder