MOBILIZAÇÃO

Prefeitura de Belém participa de lançamento do Fórum Permanente Contra as Drogas

O Ministério da Cidadania, do Governo Federal, lançou na última quarta-feira, 12, o Fórum Permanente de Mobilização contra as Drogas para autoridades políticas municipais, estaduais e federais e representantes da sociedade civil organizada, na sede da Associação Médica de Brasília, no Distrito Federal (DF). Idealizada há um ano, a iniciativa busca debater, cada vez mais, políticas públicas de combate ao uso de drogas, tratamento de usuários e atendimento aos familiares.

A Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, foi representada pelo psicólogo Nelcy Colares, coordenador do Pacto Belém Pela Vida e presidente do Conselho Municipal de Entorpecentes de Belém.

Nelcy Colares conta que o evento reprovou a discussão da legalização da maconha a partir do discurso da "maconha medicinal", que, na verdade está voltada a um interesse meramente econômico, sob um manto de humanitarismo. E que agora, a postura é de enfrentamento às drogas.

“A Prefeitura de Belém não poderia ficar de fora dessa luta. Somos todos contra as drogas e pela vida. O evento reforçou que o Governo federal, assim como a Prefeitura de Belém, trabalha contra as drogas e a favor das pessoas. Neste governo, não vamos ter legalização das drogas”, relatou Nelcy, que destacou que em Belém, o Pacto Belém Pela Vida e Conselho Municipal de Entorpecentes vêm aumentando o número de pessoas capacitadas para o tratamento da dependência química e para a prevenção.

Dados - De acordo com o Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas, cerca de 20% da população admite ter usado drogas ilícitas. O secretário nacional de cuidados e prevenção às drogas, Quirino Cordeiro Junior, disse que as ações de enfrentamento precisam ser mais presentes entre os jovens.

Uma das propostas apresentadas no Fórum foi o fortalecimento do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que leva policiais militares para dentro das escolas para conversar com os estudantes. O ministro da Cidadania, Osmar Gasparini Terra, fez a entrega simbólica da cartilha da Proerd.

Marco - Nos últimos de dois anos, a Prefeitura de Belém, por meio do Pacto Belém Pela Vida, já atingiu seis mil pessoas capacitadas e atendidas, sem contar com aquelas pessoas atendidas pelo Centro de Atendimento Psicossocial Especializado Álcool e Drogas (Caps), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), estes, vinculados a Fundação Papa João XXIII (Funpapa).

“Na atual gestão da Prefeitura de Belém, o município passou a fazer parte do mapa nacional das cidades com programas de referência, como protagonista nas políticas públicas de combate as drogas, apresentando as iniciativas do município de Belém a outros estados, se tornando uma referência”, conclui Nelcy.

Tags

funpapa Pacto Belém Pela Vida sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder