Empregos

Pará fechou 2019 com 3,5 milhões de pessoas ocupadas

Desocupados são 356 mil pessoas no Pará

O Estudo sobre Mercado de Trabalho no Pará, divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), no 4º trimestre do ano passado (Out-Dez/2019), o Pará teve um aumento de 1,5% na ocupação, quando, no mesmo período, caiu em 18,6% a desocupação, alcançando cerca de 356 mil pessoas

O Estudo, que é parte integrante do projeto do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, parceria entre o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos e o Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda – SEASTER, demonstrou que número de pessoas ocupadas no mercado de trabalho paraense alcançou 3,521 milhões de pessoas com alta de 1,5% em relação aos ocupados apontados na PNAD/Continua do 3º Trimestre/2019, cujo total alcançava 3,470 milhões de pessoas.

De acordo com os dados analisados pelo DIEESE/PA, no que tange a Desocupação, a mesma apresentou no 4º Trimestre/2019 (Out-Dez) uma queda de 18,6% em relação ao 3º Trimestre/2019 (Jul-Set). No 4º Trimestre do ano passado (Out-Dez/2019), o número de desocupados no Pará alcançou 356 mil pessoas, enquanto que no 3º Trimestre/2019 (Jul-Set) o número de desocupados no Estado foi maior, alcançando 437 mil pessoas (tabela 1).

O Estudo, divulgado na última sexta-feira, dia 14, por Roberto Sena, supervisor técnico do Dieese e Everson Costa, técnico de pesquisa do Dieese, revelou também que do total das 3,521 milhões de pessoas ocupadas no Estado do Pará no 4º trimestre/2019 (Out-Dezt), cerca de 2,136 milhões eram homens (equivalente a 60,6% do total de ocupados) e o restante cerca de 1,385 milhão de pessoas eram mulheres (equivalente a 39,4% do total de ocupados) (tabela 2).

O Dieese também divulgou a analise referente à distribuição dos ocupados no Pará, que no 4º trimestre do ano passado (Out-Dez/2019), somavam 3,521 milhões de pessoas, destes na condição de empregado eram 1,933 milhões de pessoas (equivalente a cerca de 54,9% do total de ocupados em todo o Estado), na condição de trabalhador por conta própria eram cerca de 1,263 milhão de pessoas (equivalente a 35,9% do total de ocupados em todo o Estado); na condição de trabalhador familiar auxiliar eram cerca de 196 mil pessoas (equivalente a 5,5% do total de ocupados em todo o Estado) e cerca de 129 mil pessoas estavam na condição de empregador (equivalente a  3,7% do total de ocupados em todo o Estado) (Tabela 3).

Desocupados são 356 mil pessoas no Pará

Os dados analisados pelo DIEESE/PA da PNAD/CONTINUA/IBGE do 4º trimestre do ano passado (Out-Dez/2019) mostram que mesmo com crescimento de 1,5% observado no número de ocupados no Estado Pará, ainda é significativo o quantitativo de 356 mil pessoas sem ocupação no Estado. A formalização dos trabalhadores (empregos gerados com carteira assinada) é sem dúvida a principal saída para a queda no número de desempregados não só no Pará como em todo o Brasil.

Com a conjuntura difícil e a baixa expectativa de novos empregos a serem gerados com carteira assinada, muitos trabalhadores acessam uma nova ocupação no chamado Mercado Informal. Em todo o Pará, no 4º trimestre do ano passado (Out-Dez), o total de trabalhadores que estavam no chamado trabalho por conta própria somavam 1,263 milhão de pessoas, número 1,8% maior que o verificado no 3º trimestre de 2019 (Jul-Set) onde o total de trabalhadores nesta modalidade alcançava 1,240 milhão de pessoas.

O trabalho informal em sua grande maioria é praticado sem regulação, sem proteção e demais direitos, nesta condição ele precariza fortemente as relações de trabalho e pouco contribui para que tenhamos uma economia forte e com oportunidades dignas para os trabalhadores jovens ou não.

A qualificação profissional, o fortalecimento do empreendedorismo, assim como as politicas de incentivo de geração de renda e empregos formais são fundamentais para acelerar as mudanças no momento atual do Mercado de Trabalho no Pará em todo o Brasil.

Tags

DIEESE Empregos

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder