ILHA

Prefeitura de Belém promove capacitação para condutores da Ilha do Combu

Com o intuito de fortalecer o turismo e sensibilizar para a conservação do meio ambiente, a Prefeitura de Belém, por meio do o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), está promovendo a capacitação de condutores de embarcações das cooperativas da Ilha do Combu, com temáticas que envolvem segurança e qualidade no atendimento ao cliente da região. A capacitação iniciou na segunda-feira, 02, e segue até a sexta-feira, 06.

Esta é a segunda fase do treinamento, a primeira ocorreu no final de 2019. “Nós pretendemos sensibilizá-los para que eles sejam multiplicadores das riquezas da ilha, explorando a cultura e o turismo, mas de forma sustentável e consciente. Além disso, eles vão exercer a atividade com qualidade e segurança”, explicou Cristina Nascimento, assessora da GGIM.

Cerca de 60 condutores participam da capacitação que iniciou nesta segunda-feira, 2, com a palestra "Qualidade no atendimento do turismo receptivo”, no restaurante Rústico, localizado na ilha do Combu. Ao todo, os participantes terão 15 horas de aulas gratuitas, que serão ministradas nos dias 03, 05 e 06 de março, na Escola Municipal Sebastião dos Santos Quaresma, no Combu.

O Gabinete de Gestão Integrada é responsável pelas aulas, e conta com o apoio das demais secretarias municipais. Entre os temas abordados no curso estão o atendimento ao turista, segurança na navegação, primeiros socorros, além disso, estão sendo orientados sobre publicidade, por meio do aplicativo “Explore Belém”, desenvolvido pela da Coordenadoria Municipal de Turismo de Belém (Belemtur).

Cuidados – De acordo com o titular da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Gilberto Barbosa, a qualificação visa, além de capacitar, unificar as cooperativas que atuam na Ilha. “O Combu tem uma característica particular, sendo 99% voltado para o turismo. Os condutores são cadastrados no setor de turismo. As embarcações são regularizadas na Capitania dos Portos, e toda tripulação é habilitada para fazer o transporte seguindo as regras”, destacou.

Ana Alice Mota, de 38 anos, trabalha na Cooperativa de Transporte de Turismo e Adjacentes (Coptrans), para ela, atuar em uma embarcação requer qualificação. “Precisamos dessas capacitações para realizamos um bom entendimento, para que o cliente retorne, e indique para outros para conhecerem a nossa Ilha”, disse.

Durante a reunião do dia 2, os barqueiros também foram orientados sobre a conservação do meio ambiente, sobre o uso e descarte de resíduos sólidos e sobre coleta seletiva.

O encerramento do curso será dia 12 de março, com entrega de certificados para os participantes.

Tags

capacitação

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder