Born To Fight

Equipe do SESI Ananindeua é destaque em Festival Nacional de Robótica

Os estudantes desenvolveram uma manta impermeabilizante com garrafas pet.

A Born To Fight, equipe de Robótica formada por estudantes do SESI Ananindeua, foi um dos destaques do Festival SESI de Robótica, realizado neste final de semana em São Paulo. Isso graças ao projeto inovador desenvolvido pela equipe, que visa resolver o problema de infiltrações em prédios. A equipe do SESI é formada por cinco alunos do SESI, com idades entre 14 e 16 anos.

Os estudantes desenvolveram uma manta impermeabilizante com garrafas pet. Colocada dentro da laje, entre o concreto, ela forma uma barreira que impede a passagem da água. Além inovador e acabar com o descarte irregular das garrafas pet, o projeto é de baixo custo. A manta mais acessível no mercado custa R$ 30 o metro. A manta paraense fica em R$ 5 o metro.

A Born To Fight classificou-se para o Festival Nacional depois de ter vencido a Etapa Regional do Torneio SESI de Robótica First Lego League, que ocorreu em janeiro deste ano, no SESI Ananindeua/PA. Na competição, além de desenvolver soluções para problemas do dia a dia da sociedade moderna, os participantes são desafiados em desafios de robôs, que precisam cumprir tarefas na mesa de provas.

O objetivo dos torneios de robótica é despertar nos estudantes o interesse por áreas da engenharia e da tecnologia, consideradas fundamentais na formação das chamadas profissões do futuro. Sofia Mesquita, 16 anos, uma das integrantes da equipe, foi atraída por esta metodologia de ensino e passou a repensar seu futuro profissional. “Este torneio reúne jovens do Brasil inteiro interessados em mudar a sociedade onde vivem, e isso é cativante. A robótica é cativante e me abriu os olhos para áreas que eu não me identificava, como física e matemática”, diz a estudante.

No SESI, a robótica é trabalhada como disciplina e os alunos que desejam participar de torneios são preparados especificamente para este fim. Marcia Arguelles, gerente de educação do SESI Pará, destaca os benefícios desta metodologia de ensino para os profissionais do futuro. “A robótica não é apenas a programação do robô em si, mas envolve, por exemplo, a questão das relações interpessoais, que é supervalorizado no mundo corporativo. A partir da robótica, nossos indicadores mostram que houve crescimento considerado dos nossos alunos, principalmente em disciplinas das exatas e da ciência”, diz a gerente.  

Sobre o Festival SESI de Robótica

O Festival SESI de Robótica desafia estudantes a buscarem soluções para problemas do dia a dia da sociedade moderna. Este ano o tema foi “Cidades inteligentes e a sociedade do futuro”. Os jovens, liderados por dois adultos, precisam trabalhar em sintonia tendo como base valores como respeito, ganho mútuo e competição amigável. Seguindo regras feitas especificamente para cada temporada, eles constroem robôs baseados na tecnologia LEGO Mindstorm, que devem ser programados para cumprir uma série de missões.

Tags

Ananindeua Educação Fiepa Sesi

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder