Saúde

Hospital Regional de Altamira realiza blitz para orientar população sobre doenças do rim

Hospital Regional de Altamira realiza blitz para orientar população sobre doenças do rim

Em alusão ao Dia Mundial do Rim, celebrado no último semana (12/3), o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), gerenciado pela Pró-Saúde em Altamira, realizou, na sexta-feira (13), uma blitz pelas ruas próximas à unidade. O objetivo foi informar, tirar dúvidas e conscientizar a população acerca das doenças que afetam tanto a estrutura quanto a função renal.

A ação é resultado da iniciativa da equipe multiprofissional do setor de Nefrologia do HRPT, que durante a semana, também conscientizou e informou colaboradores sobre o tema, por meio de palestras e atividades.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia, a prevalência da doença renal crônica no mundo é de 7,2% para indivíduos acima de 30 anos e 28% a 46% em indivíduos acima de 64 anos. No Brasil, a estimativa é de que mais de dez milhões de pessoas tenham a doença. Desses, 90 mil estão em diálise (um processo de estímulo artificial da função dos rins, geralmente quando os órgãos têm 10% de funcionamento), número que cresceu mais de 100% nos últimos dez anos.

De acordo com Leonardo Rodrigues, nefrologista do HRPT, a doença renal crônica tem aumentado sua incidência a cada ano. “O intuito dessa campanha é chamar a atenção para a prevenção. Pessoas com pressão alta, que sofrem com diabetes, que estão acima do peso, fumantes, indivíduos com mais de 50 anos e que possuam problemas cardíacos, são pessoas com riscos de desenvolver uma doença renal crônica”, alerta o médico.

Abordado pela equipe do hospital, enquanto estava parado no trânsito, o motorista João Rodrigues, de 43 anos, observou atentamente a orientação dos profissionais. Segundo ele, ações como essa são importantes para levar conhecimento ao público. "Com certeza ajuda a prevenir. A partir de agora, vou passar a prestar mais atenção ainda na alimentação da minha família, e também pegar no pé deles quanto a beberem água", contou o trabalhador.

Função dos rins:

- Limpar todas as impurezas e as toxinas de nosso corpo;

- Regular a água e manter o equilíbrio das substâncias minerais do corpo (sódio, potássio e fósforo);

- Liberar hormônios para manter a pressão arterial e regular a produção de células vermelhas no sangue;

- Ativar a vitamina D, que mantém a estrutura dos ossos.

O Hospital Regional Público da Transamazônica entrou para a lista dos melhores hospitais públicos do país, sendo a principal unidade no atendimento de urgência, emergência e o único hospital da região do Xingu a manter um serviço de hemodiálise.

Referência para mais de 500 mil pessoas nos nove municípios que atende, a unidade, que pertence ao Governo do Estado e é administrado pela Pró-Saúde, realizou 408.122 atendimentos no ano passado, e alcançou índice de aprovação de 99,48% dos usuários acolhidos em 2019.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Tags

Altamira hospital regional público da transamazônica Saúde

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder