Saúde

Coronavírus: Belém decreta situação de emergência preventivamente

Atualmente, 23 casos suspeitos são investigados em Belém, sem nenhum ainda confirmado.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (17), o prefeito Zenaldo (PSDB) afirmou que lançará amanhã um decreto municipal com validade de 15 dias, aonde cria o Comitê de Gestão, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e proíbe eventos com pessoas de outros estados, independentemente da quantidade, assim como o desembarque de cruzeiros em Belém.

As aulas na rede municipal de ensino estão suspensas, sendo que kits de merenda serão distribuídas para os alunos levarem para casa. Ônibus serão higienizados ao fim de cada viagem. Servidores da saúde terão licenças médicas e férias suspensas e servidores com mais de 65 anos serão dispensados para realizar teletrabalho.

O prefeito anunciou que atualmente a capital conta com cinco UPAS (Unidades de Pronto Atendimento) e dois prontos-socorros, e que em até 10 dias, será realizada a entrega do Hospital Dom Zico, com 60 leitos e 09 leitos de UTI. O Hospital será direcionado para o atendimento dos casos de coronavírus e estará à disposição do Ministério da Saúde.

Zenaldo também ressaltou que por enquanto, recomenda-se que shoppings, restaurantes e cinemas operem abaixo da lotação máxima e que as pessoas evitem aglomerações.

Atualmente, 23 casos suspeitos são investigados em Belém, sem nenhum ainda confirmado.

Tags

Belém Coronavírus Saúde

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder