ECONOMIA

Feirantes de Batista Campos recebem 105 novas barracas da Prefeitura de Belém

Os trabalhadores da feira do bairro de Batista Campos, um dos logradouros mais conhecidos e tradicionais de Belém, receberam nesta quinta-feira, 9, da Prefeitura de Belém, 105 novas barracas totalmente padronizadas e adequadas à atividade de cada setor. A entrega faz parte do projeto de revitalização e padronização das feiras de Belém, coordenado pela Secretaria Municipal de Economia (Secon).

“As barracas possuem lonas antichamas, estrutura em metalon de 3 por 3 centímetros galvanizada e com pintura eletrostática, o que dá mais resistência e durabilidade aos equipamentos. Além disso, as barracas são desmontáveis, o que ajuda muito, já que a feira de Batista Campos funciona apenas de sexta-feira a domingo”, informou a arquiteta da Secon Karen Casseb.

Conceição Silva saiu de longe para comprar coalhada, queijo e manteiga na feira de Batista Campos. “Costumo vir sempre aqui e fiquei impressionada com a mudança”, revelou a freguesa da feirante Giovana Costa, que se diz muito satisfeita com o novo equipamento. “Trabalho com alimentos já prontos e essa barraca dá um aspecto de higiene para ofertar meus produtos aos clientes”, destacou a permissionária.

Além da entrega dos novos equipamentos, todos os feirantes do logradouro passaram por capacitação profissional realizada nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano, pela Sala do Empreendedor da Secon. Entre as palestras ministradas pelos técnicos de diversos órgãos da Prefeitura foram ministradas “Excelência no Atendimento”, “Educação Financeira”, “Boas Práticas de Manipulação de Alimentos”, “Coleta Seletiva do Lixo” e “Redes Sociais como Atrativo aos Clientes”.

Luis Tobias vende há 10 anos uma variedade de camarões e pirarucu. “Depois dessa história de coronavírus vejo que o curso de redes sociais foi um dos assuntos mais importantes (da capacitação), pois agora tenho vendido bastante pelos aplicativos de conversa, onde anuncio e negocio a venda”, contou o feirante.

Ainda para incentivar a venda sem aglomerações na feira, Socorro Siqueira, representante dos feirantes de Batista Campos e presidente do Sindicato dos Feirantes e Empreendedores do Estado do Pará (Feempa), explicou que tem incentivado o uso de máscara e a higienização diária das barracas. “Faço isso por nós e também pelos nossos fregueses, que precisam se sentir seguros em comprar aqui”, disse a permissionária, que há cerca de 45 anos trabalha na feira da Batista Campos.

Edson Sanches trabalha nas proximidades do logradouro e uma vez por semana tem ido ao local com uma lista dos produtos necessários para o consumo. “A feira é um serviço essencial para todos nós. Já que não tem como deixar de vir, tento ao menor fazer as compras de maneira rápida e sempre bem protegido”, afirmou.

Padronização - Segundo o secretário municipal de economia, Rosivaldo Batista, outras feiras já estão no cronograma da Prefeitura de Belém para passar pelo processo de padronização dos equipamentos, entre elas a da Prainha (no Entroncamento), a do Telégrafo e a da 8 de Maio, no distrito de Icoaraci. “Além da revitalização desses logradouros, todos os permissionários também devem participar das capacitações ofertadas pela Sala do Empreendedor da Secon”, destacou.

Tags

secon

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder