UFPA

Covid-19: Homem de 56 anos é o primeiro paciente a receber alta do Hospital Barros Barreto

Na tarde da última sexta-feira (10), o Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB) da Universidade Federal do Pará (UFPA), concedeu a primeira alta de paciente proveniente da Unidade de Terapia Intensiva para Pacientes com Covid-19 da instituição. José Carlos da Silva, de 56 anos, morador de Belém, ficou internado na UTI por cinco dias e deixou o hospital aplaudido pela equipe assistencial. Diabético, José Carlos apresentou quadro gripal no dia 23 de março, com tosse, febre, dor de cabeça e dificuldade para respirar, e foi transferido da atenção básica ao HUJBB no dia 4 de abril. Com a confirmação do diagnóstico de Covid-19, ele foi transferido para a unidade de cuidados intensivos onde recebeu toda a assistência e medicação necessária até a melhora do quadro clínico. 

“Não tenho nem palavras para agradecer. Eu entrei aqui com uma incerteza, e saio daqui com uma certeza, porque eu fui bem cuidado nesse lugar”, afirma José Carlos, que segue para isolamento domiciliar e continuidade do tratamento em casa. Vale ressaltar que, a família também está isolada há 15 dias e tomando os cuidados necessários para a prevenção do novo coronavírus.

A esposa do paciente, Maria Edileuza Silva, afirma que toda a família está isolada há pelo menos 15 dias e ninguém apresentou nenhum sintoma. “O Carlos chegou hoje em casa e está passando bem, se alimentando, não está sentindo mais febre, agora é só terminar a recuperação e fortalecer a imunidade. Nós agradecemos e estamos orando por toda a equipe do Barros Barreto que teve contato direta ou indiretamente com ele”, comenta.

Regina Feio Barroso, superintendente do Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA), comemorou a alta do paciente junto à equipe assistencial. “Estamos atravessando um momento muito delicado, mas temos profissionais competentes e dedicados que, todos os dias, trabalham empenhados para que tenhamos momentos como esse”, afirma a gestora dos hospitais da Universidade.  Contudo ela reitera as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as pessoas fiquem em casas e tomem as corretas medidas de prevenção. “Se cada um que fizer a sua parte evitando sair nas ruas, usando máscaras e lavando as mãos está contribuindo para que os nossos profissionais possam voltar logo para suas famílias, assim como foi possível para o José Carlos voltar”, concluiu Regina.

Fonte: ASCOM/UFPA

Tags

Coronavírus UFPA

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder