Justiça Federal

Pará consegue na justiça que CPF seja dispensado para concessão de auxílio emergencial

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília (DF), decidiu na noite de quarta-feira (15), pela suspensão imediata, em todo o território nacional, da exigência de prévia regularização do CPF como condição imposta pela União para o repasse do auxílio emergencial, no valor de R$ 600,00, a trabalhadores formais, informais, autônomos e desempregados. A determinação foi emitida após ação ajuizada, na terça-feira (14), pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Tanto a Caixa Econômica Federal quanto a Receita Federal têm o prazo de até 48 horas para cumprir a decisão, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil.

Com Laís Nunes

Tags

assistência social Caixa Econômica Coronavírus governo do pará

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder