0800

Produtora Ausgang libera gratuitamente catálogo de filmes

Títulos incluem o longa de horror “Porto dos Mortos”, o longa inédito de suspense “Desvios” e curtas

A produtora Ausgang disponibilizou no YouTube seu catálogo de títulos, que inclui dois longas e três curtas-metragens. Entre os filmes estão os longas-metragens de gênero “Porto dos Mortos” (2010), de Davi de Oliveira Pinheiro, também diretor dos curta online “Another Empty Space” (2015), e o inédito “Desvios” (2016), de Pedro Guindani. Os curtas “Endotermia” (2018) e “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016) de Emiliano Cunha (“Raia 4”) completam a seleção de títulos da empresa sediada em Porto Alegre. O acesso aos filmes, disponíveis no canal YouTube, é mais uma alternativa cultural gratuita para o período de isolamento social durante a pandemia.

Cartaz de Porto dos Mortos (2010) - Guilherme Falca~o © Ausgang


Lançado em 2010, “Porto dos Mortos” mistura road movie, western e zumbis. Vencedor de quinze prêmios internacionais, participou de 85 festivais em mais de 20 países, entre eles o Festival de Cinema de Havana. O crítico Mark L. Miller, do site Aint It Cool News descreveu o longa de Davi de Oliveira Pinheiro como “extremamente inventivo” e “uma experiência única”. Em um mundo pós-apocalíptico, um policial vingativo (Rafael Tombini) persegue um assassino serial demoníaco. Também está no ar o curtas do mesmo diretor “Another Empty Space” (2015), produção rodada em inglês durante o festival de Berlim. O título esteve na seleção de mais de 60 festivais.

Cartaz de Desvios (2016) Leo Lage © Skyline Ausgang Cinex


Inédito no circuito comercial, o thriller “Desvios” (2016), do portoalegrense Pedro Guindani, participou de diversos festivais pelo mundo, entre elas o Festival de Cinema de Bogotá e Gramado. No último, arrancou elogios do crítico Luiz Carlos Merten do Estadão: “Gostei - muito”, escreveu à época. “Se o filme estivesse na competição, meu Kikito de ator (...) já teria dono. Seria de Rafael Mentges (...). Que que é esse cara? Reformulando - quem é esse cara? Bom demais”, conclui. Na trama, após dar um golpe milionário, o corretor de valores Daniel (Mentges) se esconde em um apartamento do centro da cidade. Pouco a pouco ele se deixa consumir pela paranoia do isolamento.


Integram o pacote de filmes duas produções escritas e dirigidas pelo cineasta Emiliano Cunha. O primeiro, “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016) acompanha as últimas horas de alguém que se despede da vida, enquanto reconstrói sua identidade. A produção recebeu prêmios nos festivais de cinema de Gramado e Quito (Equador), entre outros. Já o curta vencedor de melhor som da Mostra Gaúcha em Gramado,“Endotermia” (2018), acompanha a espera de um casal de irmãos por aqueles que talvez nunca mais voltem para casa.
 



Serviço:

O que: Catálogo de filmes Ausgang

Quanto: Acesso Gratuito

Disponível em: https://www.youtube.com/ausgangbr


Longas:

Porto dos Mortos (2010), de Davi de Oliveira Pinheiro (89 min) 


Sinopse: Num mundo devastado onde as regras da realidade são ditadas por magia e loucura, um policial vingativo persegue um assassino serial possuído por um demônio numa batalha contra o mal absoluto.

Classificação indicativa: 18 anos.

 

Desvios (2016), de Pedro Guindani (93 min)


Sinopse: Daniel, um jovem corretor de valores, dá um grande golpe em sua empresa de investimentos, fazendo-a comprar 15 milhões em ações de uma empresa fantasma. Romano, seu primo policial, fica encarregado de obter-lhe um passaporte falso para a fuga do país, e recomenda que Daniel se esconda por alguns dias em um apartamento do Centro da cidade, “até a poeira baixar”. Mas a poeira nunca baixa, e Daniel vai se deixando consumir pela espera, pela prisão que se impôs e pelo medo de falhar em sua ambiciosa empreitada.

Classificação indicativa: 16 anos.


Curtas:

Another Empty Space (2015), de Davi de Oliveira Pinheiro (8 min)

Sob Águas Claras e Inocentes (2016), de Emiliano Cunha (18 min)

Endotermia (2018), de Emiliano Cunha (12 min)

Tags

Filmes

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder