Sustentabilidade

Engenharia de aterro sanitário será abordada em live no Dia do Meio Ambiente

Especialistas vão abordar como opera a estrutura e a tecnologia deste empreendimento, que recebe e trata, mensalmente, 40 mil toneladas de resíduos na Região Metropolitana de Belém

Temas como engenharia de um aterro sanitário, investimentos na área de resíduos sólidos e como a sociedade pode contribuir para o descarte correto e o reaproveitamento de resíduos estão na programação do evento online Live Summit Liberal Mobiliza-Resíduos Sólidos, que será realizado em 05 de junho, Dia do Meio Ambiente, com transmissão nas redes sociais Facebook, YouTube e Twitter, do Mobiliza, projeto que visa informar, engajar e estimular a sociedade paraense a participar do debate sobre resíduos sólidos.

O evento online retoma o debate sobre o descarte e a destinação final dos resíduos sólidos gerados na Região Metropolitana de Belém (RMB), que envolve mais de três milhões de pessoas que vivem nos municípios de Belém, Ananindeua e Marituba, onde são produzidas, pelo menos, 40 mil toneladas por mês de resíduos, quantidade que é descartada no aterro sanitário de Marituba. Entre os principais desafios deste tema estão a necessidade de aumentar a conscientização das pessoas para o descarte adequado e o reaproveitamento de resíduos e novas soluções para a destinação final de resíduos para Belém, Ananindeua e Marituba, considerando que, em maio de 2021, encerra o prazo de operação da Guamá Tratamento de Resíduos, que conduz o aterro sanitário de Marituba, conforme acordo judicial alinhado com os gestores das prefeituras destes três municípios.

Ângelo Castro, e o consultor de geotecnia.

“Por dentro da engenharia de um aterro” é o tema da live que o diretor da Guamá Tratamento de Resíduos, Ângelo Castro, e o consultor de geotecnia da empresa, Luis Sergio Akira Kaimoto, vão conduzir, às 14h30, no evento. “Vamos mostrar como funciona a engenharia estrutural e tecnológica de um aterro sanitário, que envolve uma série de procedimentos para garantir eficiência operacional com segurança ambiental”, comenta Ângelo Castro, engenheiro civil pela Universidade Federal da Bahia, com MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, e mais de 19 anos de experiência nos segmentos de engenharia e gestão de resíduos sólidos urbanos.

Na programação do evento online também serão abordados, entre outros temas, “Resíduos Sólidos: definição, manejo e descarte correto”, em live conduzida pelos professores Neyson Mendonça, Doutor em Hidráulica e Saneamento pela EESC-USP, e Mário Russo, Doutor em Engenharia Civil pela Universidade do Minho; e “Participação popular: como a sociedade pode contribuir para o descarte correto e reaproveitamento dos resíduos”, que será conduzida por Paulo Pinho, Doutor em Ciências Ambientais pela Universidade de São Paulo (USP), e Melquizedec Negrão Jr, Fundador e CEO da Madtech Indústria de Impacto.

Com Solange Campos - Temple

Tags

Ananindeua Belém lixo Marituba sustentabilidade

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder