DIA DO REFUGIADO

Prefeitura oferece atendimento específico aos refugiados e migrantes

A data de 20 de junho é lembrada por ser o Dia Mundial do Refugiado, com base na resolução das Organizações das Nações Unidas (ONU), que estipulou o dia como forma de homenagear a população refugiada.

Em Belém, refugiados e migrantes que chegam à capital, possuem um atendimento específico oferecido pela Prefeitura de Belém, por meio da Fundação Papa João XXIII (Funpapa), que disponibiliza o Núcleo de Atendimento aos Migrantes e Refugiados (NAMR).

O Núcleo está trabalhando diretamente com os indígenas da etnia Warao - população refugiada que veio da Venezuela -, e oferece atendimento, acolhimento e acompanhamento. Atualmente, 550 Warao estão na Região Metropolitana de Belém, sendo que 511 estão cadastrados pela equipe do Núcleo, e 228 pessoas entre crianças e adultos, estão sob os cuidados do município no espaço de acolhimento no bairro do Tapanã.

Abrigo - Para oferecer uma vida digna a essas famílias, a Funpapa oferece um abrigo institucional padronizado com três galpões que disponibilizam de redário, área de lazer, bebedouros, banheiros, refeitório, lavanderia, área de convivência, área administrativa, espaço pra educação e saúde.

O espaço funciona de maneira institucionalizada com a presença de equipe técnica composta por assistentes sociais, psicólogos, antropólogos, monitores e equipe de copa e cozinha. Além da equipe da assistência, o abrigo conta com profissionais da educação para desenvolver atividades pedagógicas com as crianças e avaliação de saúde realizada por profissionais do Consultório na Rua.

Para o coordenador do Núcleo, Carlyle Martins, o município de Belém está vivenciando, desde 2017, uma nova reconfiguração global geopolítica, que afeta principalmente os grupos mais vulneráveis.

“A prefeitura de Belém não tem medido esforços para receber e acolher os refugiados e migrantes de acordo com os parâmetros nacionais e internacionais com o apoio do poder público e dos parceiros. O Dia Mundial do Refugiado é a data que celebramos a trajetória de pessoas que, por terem seus direitos humanos gravemente violados, se deslocam de suas origens em busca de uma vida melhor”, pontuou o coordenador.  

As famílias acolhidas no local recebem alimentação diária, kits de higiene, limpeza e suporte das agências da Organização das Nações Unidas (ONU), como  Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Aldeias Infantis e parceiros implementadores (ADRA) em ações diárias de educação, saúde e nutrição. 

“Acnur vem atuando em coordenação com a Funpapa na resposta humanitária dada aos refugiados e migrantes venezuelanos. Enquanto agência das Nações Unidas, o nosso maior objetivo é fortalecer as capacidades locais para aprimorar um trabalho que deve ser liderado por autoridades municipais e estaduais.  Acnur e seus parceiros celebram o Dia Mundial do Refugiado reforçando o tema global ‘Todos podem fazer a diferença: cada ação é importante’.  Nossa parceria com a prefeitura fortalece a assistência dada as famílias e compartilhar as melhores práticas internacionais em matéria abrigamento para garantir dignidade da população abrigada”, disse a chefe do escritório do Acnur Belém, Janaína Galvão.
 

Tags

funpapa

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder