Verão amazônico

Ilha de Cotijuba encanta visitantes com suas belezas naturais

Distante cerca de 1h20 de barco, Cotijuba é uma opção de lazer próxima de Belém

O verão amazônico chegou, e nesse período o paraense procura as praias, igarapés e ilhas para se divertir com amigos e familiares. Mas em tempos de pandemia da Covid-19, esses locais estão na espera da Prefeitura de Belém dá o sinal azul para voltarem a ser frequentados.

Quando isso acontecer, o que não deve demorar, a ilha de Cotijuba é uma boa opção de lazer. Distante cerca de 1h e 20 minutos de barco, saindo do trapiche de Icoaraci, distrito de Belém, a ilha encanta os visitantes com suas belas praias e belezas naturais.

Logo ao desembarcar do navio ou dos barcos pôpôpô, que saem a todo momento do trapiche de Icoaraci, o visitante se depara a fachada do educandário Nogueira de Farias – que depois veio a ser utilizado como presídio.

O Educandário Nogueira de Farias tinha a missão de capacitar jovens infratores para o mercado de trabalho. Quando passou a ser utilizado como presídio, em 1968, virou cenário de histórias de torturas e maus tratos. As ruínas são boa opção para tirar uma fotografia ou self para guardar de lembrança.

É da frente do monumento histórico que saem as charretes, bondinho, motorretes e mototáxis, que transportam os turistas para as diversas praias da ilha.

Bastante arborizada, Cotijuba é uma das 42 ilhas que integram o arquipélago de Belém, e desde 1990 foi transformada em Área de Proteção Ambiental.

As praias mais frequentadas são a Praia do Vai-Quem-Quer, Praia do Farol e Praia do Amor, que presentam boas estruturas, como: bares, restaurantes e pousadas.

Mas existem também as praias da Saudade e da Flexeira, que segundo os moradores é um berçário de arraias. Os visitantes são orientados a não tomar banho em suas águas.

Mas não vi nenhuma placa de alerta, o que pode ser uma armadilha para os desavisados. Pouco frequentada, é uma ótima opção para relaxar. Porém, não têm restaurantes ou pousadas.

Dica: contrate alguém para ir buscá-lo na volta. Mas para quem gosta de uma boa caminhada, o trajeto é cercado por grandes árvores frutíferas.

Tags

Belém Cotijuba Ilha de Cotijuba Turismo Verão Amazônico

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder