PRESENCIAL

Centro de Zoonoses realiza mais uma feira de adoção de cães e gatos

A prefeitura de Belém, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), promoveu neste domingo, 12, mais uma feira de adoção de cães e gatos. A ação contou com serviço de vacinação antirrábica e cadastramento para o primeiro Hospital Público Veterinário na região Norte, Dr. Vahia. 

A veterinária do CCZ, Dra. Márcia Alves, explicou sobre os direitos e os deveres dos donos e dos pets e disse que o cadastro só pode ser realizado mediante comprovação de renda máxima de dois salários mínimos para moradores do município de Belém. Além disso, os cadastros são validados somente após a palestra de "Posse Responsável".

O diretor do CCZ, Dr. Altevir Lopes, comenta também que a procura pelos animais ainda é menor do que a quantidade de adoções. “Por isso seguimos com a adoção online, além da presencial e das feiras”, explica. “Fazemos duas vezes por mês a feira de adoção. Hoje foram disponibilizados 30 animais e adotados 22”, completou.

Atualmente o Centro tem cerca de 100 animais prontos para serem adotados, que já foram vermifugados, castrados ou estão com guia para castração, vacinados contra a raiva e livre de zoonoses. Ainda de acordo com o CCZ são adotados dois animais por dia.

“Temos diagnosticado muitos animais com doenças transmitidas pelo carrapato, como a erlichia, babesia e anaplasma. Por isso a importância de cuidar da saúde do animal, que interfere diretamente na saúde da família, já que doenças podem ser passadas para as pessoas”, destacou Márcia Alves.

Bruna Melo, 21 anos, adotou dois cachorros na feira deste domingo. “Fiquei sabendo pelas redes sociais da prefeitura sobre a ação. Moro aqui perto e vim buscar dois cachorrinhos pra cuidar. Ainda vou escolher os nomes. Já tenho um cachorro e uma gata pra eles brincarem”, disse.

O abandono e os maus tratos de animais é crime previsto na lei de crimes ambientais nº 9605/98, com pena de 3 meses a 1 ano de detenção e multa.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), através do CCZ, recolhe animais abandonados no município, no combate às zoonoses, que são doenças que podem ser passadas dos animais para as pessoas. “A mais perigosa das doenças é a raiva, mas nenhum dos animais resgatados até o momento possui a doença, pois o Centro realiza a imunização da raiva em aproximadamente 180 mil animais da capital, anualmente”, confirma Dr. Altevir.

A feira deste domingo manteve todas as medidas de higiene e de normas para combater a dissenimação do novo Coronavírus na capital, como o uso obrigatório de máscaras, utilização de álcool em gel e sem que houvesse aglomeração de pessoas no espaço montado para a ação.

Serviço – Para adotar um animal, além das feiras de adoção, a pessoa pode ir ao Centro de Zoonoses localizado na avenida Augusto Montenegro, km 11, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, apresentando documento de identificação e comprovante de residência.

O CCZ também conta com um perfil na rede social do Instagram @peludinhos_ccz, que permite atendimento online. O interessado pela adoção passa, também, por uma entrevista para saber se está apto para cuidar do cão ou gato pretendido.

Tags

sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder