Visão

Catarata e o pterígio são as doenças oculares com maior incidência no hospital do Marajó

O oftalmologista Avelino Neto, alerta sobre a importância da prevenção das doenças que acometem olhos, principalmente, na população da região marajoara

No mês voltado para a prevenção das doenças oculares, o especialista do Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, o oftalmologista Avelino Neto, alerta sobre a importância da prevenção das doenças que acometem olhos, principalmente, na população da região marajoara, como os trabalhadores rurais e ribeirinhos que sofrem com a intensa exposição solar diária, que tem provocado alta incidência de catarata e de pterígio, mais conhecida como carne crescida, que irrita os olhos e provoca a formação de altos graus nos óculos.

A importância da oferta dessa especialidade aos usuários da região se revela nos dados de atendimentos realizados na unidade hospitalar. Em 2019, foram realizadas 335 cirurgias oftalmológicas, sendo 147 de catarata, 171 de pterígio, com uma média mensal de 34 cirurgias.

De janeiro a junho deste ano, já foram efetivadas 32 cirurgias das duas doenças. Já o número de consultas tem sido bastante elevado, em 2019 foram realizadas 1.489. No primeiro semestre deste ano, foram 316.

No entanto, o oftalmologista observa que em 2020, devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), houve redução dos procedimentos, caso contrário, teria mantido a média de 100 consultas e 30 cirurgias, mensalmente.

O aposentado Manoel Marques Barros, de 63 anos, fez parte da estatística de atendimento deste ano. Ele passou pelo procedimento cirúrgico para retirada de “carne crescida”. Nesta semana ele retornou ao hospital para avaliação e, ao final, soube que passará por outra. Desta vez para catarata.

“Achei muito bom o atendimento da equipe do hospital. O médico me tratou muito bem.Ele é muito paciente com a gente. Após avaliação, o médico fez solicitação uma outra cirurgia de catarata para o mês que vem, eu tenho fé em Deus que vai ocorrer tudo bem, assim como a outra que fiz. Essa nova cirurgia também será essencial para minha saúde visual. Agradeço ao Hospital Regional do Marajó’’, ressaltou.

De acordo com Avelino, assim como toda doença, a detecção precoce é a melhor forma de prevenção, com a visita periódica ao especialista, que pode evitar até em 80% a gravidade da doença, e até a cegueira.

“Temos que conscientizar a população sobre as principais doenças oculares que podem ser evitadas ou controladas que são a catarata, o glaucoma e a miopia”, apontou o médico ao destacar que a catarata é a principal causa de cegueira reversível, que se diagnosticada e tratada adequadamente, o paciente vai voltar a ter sua visão.

Já glaucoma, é a principal causa de cegueira irreversível. “Mas se for tratada precocemente, o paciente vai viver o resto da vida controlando, e não vai desenvolver a cegueira”, ressaltou o especialista.

Sobre a miopia ele informou que a patologia ocular já é considerada uma doença endêmica. “Ela é provocada principalmente por causa do uso excessivo de celulares e computadores, e todas as formas de tecnologia digital. Mas se tiver o uso moderado, e com orientações do especialista, o indivíduo evitará desenvolver a doença, que infelizmente só vem aumentar o número de casos a cada dia”, observa Avelino Neto.

Assistência ocular no Marajó - No hospital regional, em Breves, as doenças com maior incidência são catarata e pterígio. As consultas ambulatoriais e cirurgias são realizadas rotineiramente e “com ótimos resultados”, afirma o médico que sugere algumas ações preventivas para evitar essas doenças: evitar a exposição solar, fazer uso de chapéu e evitar óculos de sol falsificados.  A sugestão se aplica à população em geral.

Outro comportamento não menos importante, sugerido pelo oftalmologista, é evitar a automedicação, como a compra de colírios. “Existem muitos colírios que têm efeitos colaterais. Muito cuidado!”, fica a dica de Neto.

Serviço – O HRPM é um órgão do governo do estado, oferece assistência de média e alta complexidade para usuários vinculados ao 8º CRS, que é composto pelos municípios de Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel.

O hospital dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, de 7h às 18 horas. O HRPM está localizado na Av. Rio Branco, 1.266, Centro. Mais informações: (91) 3783-2140/ 3783-2127.

Tags

AssistenteOftalmológico HRPM Marajó Saúde

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder