AMPLIAÇÃO

Sesma acumula avanços no atendimento à saúde em Belém

Em mais de sete anos de gestão é possível observar os avanços alcançados na área da saúde pela Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), analisando os números de atendimentos realizados nas unidades básicas de saúde (UBSs): em 2012 foram 4.162.363 e em 2019 chegaram a 4.812.884.

As UBS's têm papel fundamental para a melhora da qualidade de vida dos usuários, que, via Sistema Único de Saúde (SUS), disponibiliza atendimentos para a prevenção de doenças e a promoção da saúde, por meio de serviços multiprofissionais, executados pelos programas voltados para a saúde da mulher, do homem, do idoso, de crianças, adolescentes e gestantes, além da oferta de exames laboratoriais, serviço odontológico, planejamento familiar e palestras informativas para a comunidade, entre outras atividades. 

“Ao longo dos sete anos de gestão, a Prefeitura de Belém também construiu e colocou em funcionamento as novas UBSs do Tenoné II, Castanheira, Portal da Amazônia e Quinta dos Paricás. Elas estão totalmente equipadas e com equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), assegurando atenção básica, prevenção e bem-estar para a população”, disse Waldilene Santos, chefe da Divisão de Atenção Básica da Sesma.

Em apoio às unidades de saúde, os Núcleos Ampliados de Saúde da Família (Nasfs) promovem atividades educativas e de orientações em grupo na atenção básica, com práticas corporais e consultas com psicólogo, assistente social, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, terapeuta ocupacional e educador físico.

Em 2012, Belém contava com apenas um Nasf. Em 2020 já dispõe de doze equipes multiprofissionais atendendo os usuários em todos os bairros da capital. No Carananduba, no distrito de Mosqueiro, e no Tapanã, os Nasfs contam ainda com Academias da Saúde implantadas pela Prefeitura de Belém.

Leite - Outro programa que se destaca entre as ações em saúde é o de Alergia Alimentar, executado na UBS Fátima. Tem 345 crianças cadastradas atualmente, que contam com o fornecimento de 2.770 fórmulas infantis direcionadas aos pacientes diagnosticados com alergia a proteína do leite de vaca, mensalmente.

“O programa é exclusivamente do município de Belém, custeado com recursos do município. As crianças fazem acompanhamento com nutricionistas e assistente social”, informou Lorena Furtado Falcão, nutricionista da Sesma.

Ainda pensando na qualidade de vida dos munícipes, outro programa que se destaca é o Melhor em Casa, com o qual os pacientes são acompanhados por equipes multiprofissionais com médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem, psicólogos, nutricionistas, farmacêuticos, fonoaudiólogos e assistentes sociais, com atendimentos realizados exclusivamente em casa para usuários com lesões, afecções crônico-degenerativas e necessidade de cuidados paliativos ou prematuridade e baixo peso em bebês.

“Temos aproximadamente 170 cadastrados no programa que recebem o serviço de atenção domiciliar, com as suas dietas ofertadas pela Prefeitura de Belém,em suas próprias residências”, explicou Júlia Azancot, coordenadora do programa. 

Odontologia - A Sesma atua na promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal da população. No ano de 2012, a cidade tinha seis equipes e este ano já conta com 18 equipes de saúde bucal atuando na Estratégia saúde da Família (ESF), e 39 cadeiras odontológicas, distribuídas entre as 28 UBSs para atenção básica, mais 19 para atender os Centros de Especialidades Médicas e Odontológicas, além de uma cadeira na Casa do Idoso, uma cadeira na Casa Dia, e todas as cinco Upas equipadas com consultórios odontológicos.

Para além das unidades de saúde, há a estratégia Consultório na Rua que, implantado em junho de 2014, veio somar com a atenção básica do município, prestando atendimento a pessoas em situação de rua e, mais recentemente, imigrantes venezuelanos, com equipes multiprofissionais vinculadas às UBS's. Em 2020, a estratégia desenvolveu seu trabalho com três equipes atuantes em Belém nos territórios do Ver-o-Peso, da Cidade Velha, da Campina, do Guamá, de São Brás, de Canudos e de Icoaraci.

Para a inscrição nos programas ofertados pela Prefeitura de Belém, os munícipes precisam se cadastrar no SUS em qualquer unidade de saúde do município, apresentando documento de identificação.

Tags

sesma

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder