OUTUBRO ROSA

Hospital Galileu incentiva profissionais de saúde a fazerem o autoexame

Durante o mês de outubro, uma equipe de colaboradores disseminará orientações sobre o tema entre os profissionais de saúde da unidade

Além do cuidado com o próximo, o profissional de saúde precisa estar atento à sua própria saúde. No mês em que o câncer de mama é lembrado, por meio da campanha Outubro Rosa, o alerta para a realização do autoexame vem à tona entre os profissionais de saúde.  

Pelo segundo ano consecutivo, o Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), gerenciado pela Pró-Saúde em Belém, realiza ações de orientações sobre o tema, direcionado aos profissionais de saúde e colaboradores que atuam na unidade. 

Além do tradicional laço rosa, representando a campanha e o lembrete dos exames preventivos, os profissionais do Hospital Galileu receberão orientações sobre os sintomas do câncer de mama e a importância do autoexame e exame clínico, além de uma tabela de acompanhamento de exames preventivos.  

“Não queremos que o profissional de saúde, que se dedica diariamente no cuidado ao paciente, negligencie o seu próprio bem-estar. Por isso, aproveitamos essas campanhas para enfatizar a importância do autocuidado”, ressalta Lidiana Sousa, Supervisora de Humanização do HPEG. 

A prevenção do câncer de mama

O câncer de mama é uma alteração no desenvolvimento das células. Ou seja, quando as células começam a se desenvolver de forma alterada. Essas mutações podem ocorrer por fatores genéticos ou ambientais.  

A enfermeira Welida Tenório explica os principais sintomas da doença. “Área da mama enrugada, presença de manchas vermelhas e de nódulos palpáveis, além da presença de secreções pelo mamilo com odor ou mamilo invertido”, ressalta a enfermeira.  

Alguns fatores precisam ser levados em consideração para a prevenção do câncer de mama. “Mulheres a partir dos 40 anos ou que já possuem casos de câncer na família, precisam fazer a mamografia regularmente. A realização do autoexame também é fundamental e pode ser feita durante o banho”, acrescenta Wélida. 

Além disso, é importante ressaltar que, mesmo sendo raro, homens também podem desenvolver câncer de mama. Protuberância ou inchaço, geralmente, sem dor, pele ondulada ou enrugada, retração do mamilo e vermelhidão ou descamação da pele da mama ou do mamilo são sintomas importantes e que não podem ser ignorados. 

Mamografia para a população                                                    

Em uma iniciativa do Governo do Pará, durante o mês de outubro, mulheres entre 50 e 69 anos poderão solicitar exames de mamografia e consultas médicas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, por meio do número (91) 99358-7182, disponível de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h. 

Serão disponibilizadas para a população 5 mil mamografias e outras 5 mil consultas extras em 12 municípios do Pará. Os locais são: Belém (Unidade de Referência Materno Infantil e Adolescente – Uremia; Policlínica Poli Metropolitana, Hospital Abelardo Santos e Santa Casa de Misericórdia); Marituba (Hospital Divina Providência); Abaetetuba (Hospital Regional Santa Rosa); Barcarena (Hospital Regional Público Materno Infantil); Breves (Hospital Regional Público do Marajó); Capanema (Hospital Regional dos Caetés); Bragança (Clínica Ultrapeven e Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria); Paragominas (Hospital Regional Público do Leste); Tailândia (Hospital Regional de Tailândia); Santarém (Hospital Regional do Baixo Amazonas); Altamira (Hospital Regional Público da Transamazônica) e Redenção (Hospital Regional Público do Araguaia). 

Tags

Câncer de mama hospital público estadual galileu Outubro Rosa Saúde

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder