HALLOWEEN

Confira a lista de dez filmes que provocam medo, muito medo

No mês do Halloween, os integrantes do Cineclube Paraense se reuniram e fizeram uma votação para escolher dez filmes que, realmente, dão medo e aqueles que deixam o espectador roendo as unhas pelo grande suspense. Foram 12 listas enviadas, nas quais foram citados 52 filmes, daqueles bem tenebrosos.  

Lista final - A lista final ficou assim: o primeiro colocado foi “O Exorcista” (direção de William Friedkin), com 87 pontos; em segundo lugar, “O Iluminado” (de Stanley Kubrick), com 68 pontos; em terceiro, “O Bebê de Rosemary” (de Roman Polanski), com 56 pontos; em quarto, “Psicose” (de Alfred Hitchcock), com 38 pontos; na quinta posição, “Alien - O Oitavo Passageiro” (de Ridley Scott), com 28 pontos; em sexto, “O Silêncio dos Inocentes” (de Jonathan Demme), com 27 pontos; em sétimo, “Os Outros” (de Alejandro Amenábar), com 24 pontos; na oitava colocação, “Drácula de Bram Stoker” (Francis Ford Coppola), com 22 pontos; em nono lugar, “Halloween” (de John Carpenter), com 21 pontos (teve mais citações); e em décimo lugar, “O Sexto Sentido” (de M. Night Shyamalan), com 21 pontos.  

“O Exorcista” (de 1974) mostra uma atriz que vai, gradativamente, tomando consciência que a sua filha de 12 anos está tendo um comportamento completamente assustador. Ela pede ajuda a um padre, que também é psiquiatra, e ele chega à conclusão de que a garota está possuída pelo demônio. Ele solicita, então, a ajuda de um segundo sacerdote, especialista em exorcismo, para tentar livrar a menina da possessão.

“O Iluminado” (de 1980), mostra que durante o inverno, um escritor (Jack Nicholson) é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e o filho (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento, devido ao inverno, começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo em que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado. O filme é baseado no livro homônimo de Stephen King. 

“O Bebê de Rosemary” (de 1968) traz o jovem casal, Rosemary (Mia Farrow) e Guy Woodhouse (John Cassavetes), que se muda para um prédio antigo habitado por estranhas pessoas, onde coisas bizarras acontecem. Quando ela engravida, passa a ter estranhas alucinações e vê o marido se envolver com os vizinhos, de estranha seita que quer que ela dê à luz o Filho das Trevas.

Em “Psicose” (de 1960), Marion Crane (Janet Leigh) é uma secretária que rouba 40 mil dólares da imobiliária onde trabalha para começar uma nova vida. Durante a fuga a carro, ela enfrenta uma forte tempestade, erra o caminho e chega em um velho hotel. O estabelecimento é administrado por um sujeito atencioso chamado Norman Bates (Anthony Perkins), que nutre um forte respeito e temor por sua mãe. Marion decide passar a noite no local, sem saber o perigo que a cerca.

“Alien - O Oitavo Passageiro” (de 1979) se passa na nave espacial Nostromo, que está retornando à Terra e recebe estranhos sinais vindos de um asteroide. Ao investigarem o local, um dos tripulantes é atacado por um estranho ser. O que parecia ser um ataque isolado se transforma em um terror constante, pois o tripulante atacado levou para dentro da nave o embrião de um alienígena, que não para de crescer e tem como meta matar toda a tripulação.

“O Silêncio dos Inocentes” (de 1991) é um filme superpremiado e que foi o último a receber o chamado Big Five do Oscar, até hoje, ganhando em Melhor Filme, Diretor (Jonathan Demme), Atriz (Jodie Foster), Ator (Anthony Hopkins) e Roteiro (Ted Tally). A agente do FBI, Clarice Starling (Foster) é ordenada a encontrar um assassino que arranca a pele de suas vítimas. Para entender como ele pensa, ela procura o perigoso psicopata, Hannibal Lecter (Hopkins), encarcerado sob a acusação de canibalismo.

“Os Outros” (de 2001), mostra que durante a 2ª Guerra Mundial, Grace (Nicole Kidman) se muda com seus dois filhos para uma mansão isolada na ilha de Jersey, esperando que o marido retorne da guerra. Como seus filhos possuem uma estranha doença que os impedem de receber diretamente a luz do sol, a casa vive em total escuridão. Eles moram sozinhos, mas quando ela contrata empregados para a casa, imprevisíveis consequências começam a ocorrer.

“Drácula de Bram Stoker” (de 1992) se passa no século XV, quando um líder e guerreiro dos Cárpatos renega a Igreja quando esta se recusa a enterrar em solo sagrado a mulher que amava, pois ela se matou acreditando que ele estava morto. Assim, ele perambula através dos séculos como um morto-vivo e, ao contratar um advogado, descobre que a noiva dele é a reencarnação da sua amada. O guerreiro vai para a Londres da Inglaterra vitoriana, no intuito de encontrar a mulher que sempre amou através dos séculos.

“Halloween” (de 1980) traz a história de Michael Myers (Tony Moran), um psicopata que vive em uma instituição há 15 anos, desde quando matou sua própria irmã. Porém, ele consegue fugir de seu cativeiro e retorna à sua cidade natal para continuar seus crimes na localidade que, aterrorizada, ainda se lembra dele. Halloween acabou se transformando em uma das festejadas franquias do cinema mundial. 

“O Sexto Sentido” (de 1999) mostra a história do psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) que abraça com dedicação o caso de Cole Sear (Haley Joel Osment). O garoto, de 8 anos, tem dificuldades de entrosamento no colégio e vive paralisado de medo. Malcolm, por sua vez, busca se recuperar de um trauma sofrido anos antes, quando um de seus pacientes se suicidou na frente dele.
 

Tags

Cineclube Paraense Cinema

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder