PREVENÇÃO

Agentes da SeMOB fazem teste em massa de Covid-19

Mais de cem agentes de trânsito começaram a passar por testagem em massa de Covid-19 nesta quarta-feira, 10, na sede da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém 9SeMOB). A ação, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), visa garantir mais segurança aos servidores da instituição, em especial aos que trabalham diretamente nas ruas da capital.

A testagem começou pelos agentes de trânsito e prossegue na sexta-feira, 12, quando serão testados também agentes de fiscalização de transporte e a equipe da Procuradoria Jurídica da SeMOB, departamento onde foram registrados mais casos recentes entre servidores. Em uma segunda etapa a testagem será estendida aos demais departamentos administrativos do órgão.

“Optamos por começar pelos agentes de trânsito e agentes de transporte, porque são os nossos servidores que estão diretamente nas ruas, portanto, mais expostos à possibilidade de contágio”, explicou Fernanda Lobo, diretora administrativa da SeMOB.

Segurança - A testagem foi realizada na sede administrativa do órgão, localizada no IT Center, de 9h às 13h. “Estamos fazendo o teste rápido, cujo resultado sai em 20 minutos. Ele detecta o IGG e o IGM, o que mostra se há presença de anticorpos ativos no sangue. Este serviço vem sendo levado pela Sesma a diversos órgãos do município, para garantir a saúde dos servidores”, destacou Nazaré Pimentel, técnica em vigilância de saúde da Sesma.

“Aqueles que porventura apresentarem resultado positivo serão imediatamente afastados e orientados sobre os procedimentos a serem tomados de acordo com as medidas sanitárias em vigor”, completou a diretora da SeMOB, ressaltando que, desde a publicação do novo decreto conjunto, determinando medidas mais restritivas de combate à proliferação do novo coronavírus na Região Metropolitana de Belém, o órgão já afastou para trabalho remoto servidores com mais de 60 anos, grávidas e aqueles que apresentam comorbidades. 

Ele disse também foram intensificados os protocolos de segurança internos na sede administrativa e nos postos de atendimento ao público da SeMOB, com o uso obrigatório de máscaras, a restrição no número de pessoas em reuniões, o distanciamento entre servidores e a disponibilização de álcool em gel.

O agente de trânsito Emerson Silva de Souza era um dos que estava na fila da testagem na manhã de hoje. Ele não foi acometido pela Covid-19 e ainda teme pela sua saúde e a de sua família. “Meu filho mais velho faz um curso militar em regime de internato e teve Covid-19 logo no início da pandemia, mas foi assintomático e ficou em quarentena em casa. Nós temos muito receio dessa doença, em especial essa nova variante, mais grave e mais contagiosa, principalmente porque eu trabalho nas ruas, fazendo abordagem direta às pessoas. Mesmo de máscara, a gente fica receoso de ser contaminado”, admitiu.

“No auge da pandemia, no ano passado, durante o lockdown fiquei em barreiras de fiscalização de circulação de veículos, que estavam com restrições. Certa vez, em uma dessas barreiras na Augusto Montenegro, abordei um veículo que estava com excesso de passageiros dentro e quando pedi para abrir o vidro eles mostraram que as cinco pessoas estavam vindo do Hospital Abelardo Santos, após atendimento para o coronavírus, seguindo para tratamento em casa. Impossível não se sentir preocupado após situações como essa, em que nos sentimos mais próximos do risco”, disse. 

Agentes que já tiveram Covid-19 também passaram pela testagem, para saber se continuam com os anticorpos ativos. Foi o caso de Domingos Rabelo Melo Júnior, que teve a doença recentemente, no mês de dezembro passado. “A gente tem contato com muita gente nas ruas e, infelizmente, muitas não estão usando máscaras mais. É preciso ter consciência de todos, mesmo de quem já teve a doença, como é o meu caso”, frisou.

Tags

Coronavírus

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder