Conceição do Araguaia

Horizonte Minerals implementa programa para preservação da biodiversidade

Empresa recolhe e armazena sementes nativas para recuperação de áreas degradadas e  formação de corredores ecológicos em área com mais de 300 espécies de flora.

Presente no Pará há mais de 10 anos - atualmente construindo o Projeto Araguaia, em Conceição do Araguaia e com o Projeto Vermelho em estudos de viabilidade, ambos no sudeste do estado - a Horizonte Minerals tem como premissa que a geração de valor do seu negócio está condicionada à sustentabilidade. Ciente de que a produção de níquel – metal essencial à transição para a energia limpa – gera riscos e oportunidades ambientais, a Empresa colocou em prática amplos programas de controle para gestão da biodiversidade, alinhados às diretrizes da Corporação Financeira Internacional (IFC).

O Projeto Araguaia está localizado em uma região de transição entre os biomas Cerrado e Amazônia, que sofreu significativa degradação nos últimos 50 anos devido a fatores, como a atividade pecuária e a agricultura. A maior parte das áreas necessárias ao Projeto Araguaia é, atualmente, coberta por pastagem, embora existam fragmentos de florestas nativas. Nesse cenário, a Horizonte Minerals elaborou iniciativas de recuperação de áreas degradadas, bem como conservação e reabilitação de áreas protegidas.

Programas ambientais produzem mudas para revegetação

Para minimizar as perdas históricas decorrentes do desmatamento, compensar a supressão vegetal em virtude da construção do Projeto Araguaia e contribuir significativamente para preservar a biodiversidade da região, a Horizonte Minerals está implementando diversos programas ambientais. Entre os programas de Conservação e Manejo da Vegetação, destaca-se o Programa de Salvamento de Germoplasma Vegetal, que recolhe e armazena sementes da flora local. 

“O intuito é produzir mudas para revegetação, mantendo a genética da flora regional, promovendo a reabilitação de áreas afetadas e contribuindo para aumentar os índices de biodiversidade da região”, explica a gerente de Meio Ambiente e Licenciamento da Horizonte Minerals, Flávia Veronese. Para cumprir o objetivo, a mineradora construiu um viveiro de plantas nativas, que está em ampliação, para produção de mudas a serem plantadas nas áreas adquiridas pela Empresa. O objetivo é que a biodiversidade da região se beneficie com a presença do Projeto Araguaia, por meio do plantio de espécies para regularização da reserva legal nas áreas recentemente adquiridas, pela compensação da vegetação a ser suprimida – onde a área plantada poderá ser de até o dobro da área original – e pela estratégia de formação de corredores ecológicos.

Flávia Veronese, gerente de Meio Ambiente e Licenciamento Horizonte Minerals

Ações de preservação elaboradas a partir das melhores práticas ambientais 

O inventário de flora, realizado em 2021, identificou 307 espécies nativas na área onde o Projeto Araguaia tem influência direta; destas, seis estão catalogadas pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) como ameaçadas de extinção, “por isso irão merecer e receber atenção especial em nossos esforços de revegetação”, afirma Flávia.   

As ações também abarcam o monitoramento da fauna, que contempla mais de 40 espécies de répteis e anfíbios, 200 espécies de aves, 90 espécies de peixes e 40 espécies de mamíferos – incluindo a anta, considerada o maior mamífero terrestre da América do Sul e conhecida como jardineira das florestas. As antas são ativas indutoras da biodiversidade, uma vez que percorrem grandes distâncias e deixam rastros de sementes pelo chão, o que renova a vegetação. “A Horizonte Minerals está empenhada em implementar ações que contribuam para um ganho em biodiversidade, incluindo habitats críticos. As nossas ações, incluindo a prevenção, mitigação e compensação de impactos ambientais, são elaboradas a partir das melhores práticas de sustentabilidade, incluindo as diretrizes da Corporação Financeira Internacional (IFC)”, conclui Flávia.

Sobre a Horizonte Minerals

A Horizonte Minerals é uma empresa de níquel com foco no Brasil, listada nas Bolsas de Valores de Londres e de Toronto. A Empresa possui dois projetos, ambos no Estado do Pará: o Projeto Araguaia e o Projeto Vermelho, de larga escala, alto teor de níquel e baixa emissão de carbono.

O Projeto Araguaia está em construção e produzirá ferroníquel para abastecer o mercado de aço inox. O Projeto Vermelho está em fase de estudo de viabilidade e produzirá níquel e cobalto para abastecer o mercado de baterias de veículos elétricos. O perfil de produção da Horizonte Minerals a curto prazo, considerando os dois projetos, de mais de 50.000 toneladas de níquel por ano, posiciona a Empresa como uma produtora de níquel relevante globalmente.


Tags

Conceição do Araguaia Horizonte Minerals indústria mineração sustentabilidade