MEIO AMBIENTE

Ideflor-Bio leva conscientização ambiental e mobiliza veranistas em Soure no Marajó

Durante a programação, foram distribuídos viseiras, chaveiros e materiais educativos para as crianças, incluindo figuras para desenhar e giz de cera.

No primeiro final de semana das férias escolares, neste mês de julho, o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio) realizou uma ação de conscientização ambiental em Soure, no Arquipélago do Marajó. O evento teve como palco duas das praias mais populares do município, a da Barra Velha, no sábado (6) e a do Pesqueiro, no domingo (7).

A iniciativa contou com a participação ativa das equipes da Gerência da Região Administrativa do Marajó (GRM) e do Escritório Regional do Marajó Oriental do Ideflor-Bio, que montaram um espaço especialmente destinado ao diálogo com a comunidade. Durante a programação, foram distribuídos viseiras, chaveiros e materiais educativos para as crianças, incluindo figuras para desenhar e giz de cera.

Para engajar ainda mais o público, foi criado um espaço para gincanas lúdicas, onde crianças e adultos participaram de atividades que enfatizavam a importância do cuidado com o meio ambiente. Uma das principais atrações foi um grande cesto de materiais recicláveis em formato de peixe, destinado ao descarte correto de garrafas pets, plásticos e outros resíduos, promovendo a reciclagem de maneira divertida e educativa.

Além das atividades lúdicas, os representantes do Ideflor-Bio aproveitaram a oportunidade para conversar com a população sobre a importância da preservação ambiental e a necessidade de práticas sustentáveis no cotidiano. A recepção foi positiva, com muitos visitantes ao espaço, o que demonstra o interesse do público em adotar hábitos mais ecológicos.

O professor Frank Jr. é morador de Soure e disse que ainda não tinha visto ação similar no  município. O educador avalia a iniciativa como importante, por estar a localidade em uma região de grande apelo ecológico, com a natureza muito forte e, para ele, é bom ver um trabalho que fortaleça essa integração da população, dos turistas, com a natureza. 

“Não me recordo de outra ação assim, mais organizada assim. Havia sempre uma discussão, mas muito superficial e agora parece que tem um foco mais específico. Acredito que é um trabalho que vai deixar frutos, tem uma razão de ser e, principalmente, com a urgência cada vez maior dessa preocupação com o meio ambiente”, enfatizou.

Incentivo - A gerente do Escritório Regional do Marajó Oriental do Ideflor-Bio, Osiane Barbosa, disse que a programação quer aproveitar a oportunidade para divulgar o trabalho que o Instituto está fazendo nas Unidades de Conservação (UCs). Ela disse, ainda, que a Área de Proteção Ambiental (APA) Marajó, por sua vez, não poderia ficar de fora dessa programação do governo do Estado. 

“Soure também está dentro do Arquipélago do Marajó, dentro da APA Marajó e está fazendo a sua parte. Nosso Escritório está presente no município, nas praias, conscientizando os visitantes, os moradores, sobre a necessidade de conservar a natureza e a respeito do descarte correto do lixo. Além disso, reforçamos na população a importância da racionalidade, preservar para que a gente possa ter a nossa UC bonita, para que nossas crianças no futuro também tenham uma história para contar dentro dessa região. Portanto, estamos juntos com a GRM e, principalmente, com o Governo do Estado, fazendo a sua parte para que a gente possa contribuir nesse contexto hoje, que é a preservação do meio ambiente”, frisou a gerente. 

Esforços - Vale ressaltar que estas iniciativas são parte do esforço contínuo do Ideflor-Bio para promover a conscientização ambiental e a participação comunitária na preservação dos ecossistemas locais. O objetivo é criar uma rede de apoio e colaboração que envolva moradores e visitantes na proteção das belezas naturais do Marajó.

PROGRAMAÇÃO CONTINUADA - O sucesso do evento no último fim de semana é apenas o começo de uma série de ações programadas para todo o mês de julho. A programação continuará nas próximas semanas, abrangendo outras praias de Soure e municípios vizinhos do Arquipélago do Marajó.

Em Salvaterra, as atividades ocorrerão na Praia Grande no dia 13 de julho e na Praia de Joanes no dia 14 de julho. Em Soure, a programação retorna no dia 20 de julho na Praia do Céu e no dia 21 de julho na Praia do Caju-Una. No município de Ponta de Pedras, a ação está marcada para a Praia Grande no dia 27 de julho e na Praia da Mangabeira nos dias 28 e 29 de julho.

Ao longo do mês, a expectativa é que um número crescente de pessoas se envolva nas atividades, adotando práticas mais sustentáveis e contribuam para a conservação das praias e da biodiversidade da região. 

 


Tags

Sustentabilidade