Agricultura

Belterra inicia colheita de grãos com aumento da produção

Helder Barbalho participou do início da colheita de soja e do plantio de milho safrinha na Fazenda Cristo Rei, em Belterra, no oeste do Pará.

O governador Helder Barbalho participou, neste sábado (23), do início da colheita de soja e do plantio de milho safrinha na Fazenda Cristo Rei, em Belterra, no oeste do Pará. Este ano, a cerimônia também comemora o aumento da produção na região em relação ao ano passado. Está prevista a colheita de 3,3 toneladas por hactare, 200 quilos a mais que a colheita do ano anterior. Ao todo, o oeste paraense tem 70 mil hactares de área plantada, em três municípios: Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos.

O início da colheita em Belterra faz parte da programação do Governo por Todo o Pará, encerrada neste sábado. Antes da cerimônia, Helder participou de reunião com produtores rurais da região, na qual ouviu e encaminhou demandas e reconheceu a importância do agronegócio para a economia local. As principais reivindicações foram referentes à agilidade para desburocratizar licenciamentos ambientais, asfaltamento da Rodovia PA-370 e concessão de títulos de terra aos produtores rurais.

“A atividade agrícola produtiva é uma vocação que deve ser fortalecida e apoiada por parte dos governos, tanto estadual como federal, para que possamos, além de fortalecer a produção, também garantir a verticalização da economia com a industrialização de produtos e agregar valor para a produção agrícola, e com isso efetivamente gerar emprego e renda e o agronegócio gerar desenvolvimento para o povo da região”, disse.

Anualmente, os produtores rurais cultivam o milho safrinha entre os meses de janeiro e abril, geralmente após a colheita da soja, que é celebrada pela classe trabalhadora no mês de março. Helder também garantiu que o Estado será parceiro na agilidade de processos que, dentro da legalidade, buscam licenciamento para o agronegócio. “Os produtores que são legalizados terão absoluto apoio do Estado, inclusive repassei essa orientação para a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), no sentido de desburocratizar e agilizar processos de licenciamento, dar garantia e segurança jurídica de propriedade, para que o produtor possa ter assegurados seus direitos”, reforçou o governador.

Diálogo – O presidente do Sindicato Rural de Santarém (Sirsam), Adriano Gabriel Maraschim, disse que a rodada de conversa foi satisfatória para os produtores da região, pois foi a primeira vez que um governador ouviu a categoria e apresentou soluções para as questões do setor produtivo. “Serão marcadas novas reuniões, em que colocaremos alguns pleitos dos agricultores, como o asfaltamento da PA-370 até Uruará, documentação de terra e formas de dar mais autonomia para a Secretaria de Meio Ambiente, como forma de agilizar processos”, asseverou.

A região oeste tem 237 produtores de milho e soja. No total, 35% da produção vão para a indústria de criação de aves e 65% são exportados. O prefeito de Belterra, Jociclélio Macedo, destacou que a visita do governador abre uma nova era para o município, pois, além de demonstrar o total interesse do Estado em colaborar com a retirada dos entraves burocráticos para agilizar as demandas do agronegócio da região, também atendeu a outras demandas do município.

“A produção rural é uma grande fonte de desenvolvimento da região, mas também temos outras riquezas que podem gerar desenvolvimento para o povo do município, como o turismo, o comércio e a indústria. Acreditamos que, a partir de agora, vamos crescer, pois Belterra estava esquecido pelo governo há oito anos. O governador garantiu que vai nos ajudar, inicialmente nas nossas demandas mais prioritárias também, como saúde”.

Tags

Agricultura Belterra Economia PorTodoOPará Região Oeste

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.