Educação

Encontro Regional discute desafios da aprendizagem

Mais de 200 educadores da mesorregião sudeste do Pará participaram do primeiro dia I Encontro Regional de Educação

Mais de 200 educadores da mesorregião sudeste do Pará participaram do primeiro dia I Encontro Regional de Educação. O evento acontece no Centro de Convenções de Marabá. Com o tema "os desafios da educação paraense e a garantia do direito de aprender", o evento busca caracterizar o cenário educacional no Estado, suscitando reflexões, proposições e estabelecendo laços de colaboração acerca dos desafios a serem vencidos. 

A secretária de estado de Educação, professora Leila Freire, apresentou o cenário educacional brasileiro e paraense. A secretária demonstrou preocupação diante da possibilidade do estado perder o Fundo Nacional de Desenvolvimento Regional (FNDE) e livros didáticos nos próximos quatro anos. Freire também afirmou que é chegada a hora dos educadores inovarem e refletirem sobre que tipo de educação está sendo realizada na escola. Segundo ela, é preciso dar condições, oportunidades e incentivo para que o aluno possa aprender. "Se não tiver ninguém cuidado de tudo isso não haverá aprendizagem", ressaltou. 

No período da tarde foi a vez do consultor em educacão, Carlos Sanches, apresentar os 14 desafios da educação no Pará. Em seguida, os participantes do encontro discutiram sobre cada desafio, tendo como foco as experiências vividas no ambiente escolar. Na opinião dos educadores o Encontro é uma oportunidade de buscar soluções aos problemas enfrentados no cotidiano do ensino.

Para Suzana Nunes, gestora da Escola Gabriel Santos Pimenta, de Marabá, o maior desafio é a falta de professores. "Estávamos precisando de um evento como esse para buscarmos, juntos, a melhoria da educação na nossa região", comentou. Edilena Peptykre é diretora da escola indígena Peptykre Parkateje, em Bom Jesus do Tocantins, e para ela participar do encontro está sendo uma forma de se sentir mais apoiada pelo governo. "Nossa educação é diferenciada, porque a gente se apropria mais da nossa cultura, então é importante saber das dificuldades, o que está sendo feito e o que podemos fazer pela educação", destacou.

O Encontro continua nesta sexta-feira (3) com o fechamento da agenda da aprendizagem. O governador Helder Barbalho participará do encerramento. Ele deve homologar, em Marabá, a lei estadual que cria os Programas de Transporte e Alimentação Escolar no Estado do Pará. 

Tags

Especial SEDUC

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.