Dia do Abraço

Crianças em tratamento distribuem carinho no Hospital Oncológico Infantil

Os braços ainda pequenos não foram problema para que as crianças em tratamento contra o câncer no Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, cumprissem a oferta anunciada aos funcionários da unidade: “Abraços grátis”. Com placas nas mãos por todos os andares, elas retribuíram os cuidados que recebem em uma programação alusiva ao Dia Nacional do Abraço, celebrado nesta quarta-feira (22).

Organizada pela equipe de Humanização do Oncológico Infantil, a programação foi uma surpresa que emocionou os funcionários que puderam reencontrar algumas crianças que estão fora de tratamento. Técnica de Enfermagem no Hospital há três anos, Monica Souza conta que, além do abraço, ficou feliz poder reencontrar crianças que acompanhou desde o início do tratamento.

“Poder ver as crianças bem e correndo para nos abraçar me fez lembrar de quando elas chegaram no hospital, da evolução delas no tratamento. Hoje, algumas deixaram de internar e mesmo depois desse tempo, elas ainda nos reconhecem. Fica uma sensação de dever cumprido”, contou Monica Souza.

Para a supervisora de Humanização da unidade, Tirza Ferreira, o Dia do Abraço também foi uma forma de promover sentimentos de carinho e afeto nas crianças e funcionários. “A gente está sempre celebrando datas comemorativas e essa é especial, porque levamos alegria para as crianças e colaboradores de áreas assistenciais e administrativas, que acabam tendo pouco contato com as crianças, mas na hora viram como o trabalho deles reflete no cuidado ao paciente”, destacou.

Aula de carinho – Os abraços foram distribuídos pelas crianças que fazem tratamento no Oncológico Infantil e estudam na Classe Hospitalar em funcionamento na unidade por meio de parceira com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Professora do projeto, Elvira da Silva falou sobre a importância da celebração de uma data em que o maior aprendizado é o amor pelo próximo.

“Hoje as crianças tiveram uma aula especial para aprender sobre um sentimento importante no tratamento, que é o afeto. Muitas estão longe das famílias e esse sentimento acaba sendo depositado na equipe do Hospital. Foi um dia que elas tiveram para mostrar esse carinho. Tudo isso é importante para a adesão ao tratamento”, conta a professora.

Tags

Hospital Oncológico Infantil

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder