Literatura paraense

Imprensa divulga editora pública em espaços acadêmicos

Segundo o coordenador da equipe de montagem da organização, Rodrigo Moraes, o objetivo é divulgar a editora que será lançada e os autores que já foram publicados com selo da Imprensa Oficial

A Imprensa Oficial do Estado do Pará (Ioepa) inicia, nesta quinta (9) e sexta (10), das 8h às 18h, uma ação de divulgação da editora pública que está sendo montada pela autarquia. No primeiro momento, serão ofertados cerca de 100 livros de autores paraenses, com preço acessível, em um estande no Centro de Ciências Sociais e Educação, da Universidade do Estado do Pará (UEPA), no bairro do Telégrafo.

Segundo o coordenador da equipe de montagem da organização, Rodrigo Moraes, o objetivo é divulgar a editora que será lançada e os autores que já foram publicados com selo da Imprensa Oficial. “Nossa intenção também é contribuir para o aquecimento e desenvolvimento do mercado literário no estado incentivando a prática de leitura”, explicou.

Desde o início da nova gestão, a Ioepa passa por mudanças que incluem a ampliação de ações para todo o Estado, assim como a consolidação de novos projetos, entre eles, “a criação uma grande editora pública do estado, orientada por uma política transparente de edições e de publicações, e com ações deliberadas, pela primeira vez, por um conselho editorial próprio”, informou o presidente da autaquia, Jorge Panzera.

Uma equipe de profissionais, entre assessores e designers, já trabalha na elaboração dos editais da editora pública para serem apresentados na 23ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, que ocorrerá entre os dias 24 de agosto a 1º de setembro, em Belém. Segundo Panzera, assim que lançada, a proposta é que a editora trabalhe com quatro linhas editorais.

“A primeira, de autores e títulos que estão fora de catálogo, para reeditar livros já esgotados. A segunda, para novos autores e novos títulos, por meio de uma política de editais públicos, pensada de forma a atender a todas as regiões paraenses. A terceira, viabilizada com parcerias interinstitucionais, cujo foco é a produção das universidades, em especial as públicas. Já a nossa quarta linha de atuação será comercial, aberta a propostas de publicações externas em geral”, pontuou.

Mais lançamentos – No início do ano, a Ioepa lançou o livro "Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó", da série Minha História, Nossa Cultura, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), organizado por Giovanni Blanco Sarquis. “Rir é o melhor corretivo”, de Euclides Farias, que será lançado nesta quarta-feira (8), na Casa da Linguagem, é o segundo lançamento deste ano com o selo da Imprensa Oficial do Pará.

Tags

ioepa

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.