Fimupa

Festival traz à Belém grandes nomes da música nacional e internacional

Dezessete concertos gratuitos fazem parte da programação da 32°edição do Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa), que inicia no próximo domingo (2) e vai até 9 de maio. Criado há 32 anos, durante a primeira gestão da professora Glória Caputo à frente da Fundação Carlos Gomes (FCG), os concertos são uma forma de proporcionar a troca de experiências entre músicos de diversas partes do Brasil e do mundo, e ainda promover um encontro do erudito com o público paraense.

De acordo com Glória, que é superintendente da FCG, o Fimupa nasceu de uma coincidência. "Naquele ano – 1988, diversas instituições ligaram oferecendo apresentações de grupos de câmara. Nós aceitamos e juntamos todas para a mesma semana, incluímos nossos grupos locais e montamos uma programação. A partir daí, o Festival só cresceu e hoje promove cursos, oficinas, master class com instrumentistas, maestros e cantores que participam dessa intensa semana musical no Pará", concluiu.

As apresentações ocorrerão no Theatro da Paz, na Igreja de Santo Alexandre, Sala Ettore Bosio (FCG) e Sala Augusto Meira Filho (FAM) – tradicionais casas culturais da cidade. No concerto de abertura, uma apresentação da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), sob a regência do maestro Silvio Viegas e solo do pianista russo Vitaly Pisarenko. Ao longo de sua carreira, Pisarenko já se apresentou nos Estados Unidos, Itália, China, Reino Unido, Polônia, Alemanha, México, África do Sul, França, Chipre, Suíça e Bulgária.

Da Rússia, também participa da programação o harpista e compositor Sasha Boldachev e o duo de saxofone e piano, Sergey Kolesov e Elena Grinevich. Sasha toca desde os quatro anos de idade e é reconhecido pelo talento ao tocar a harpa, um dos instrumentos mais antigos do mundo. Sergey é considerado um dos principais nomes do saxofone em seu país e Elena foi premiada como solista em diversos concursos e festivais. Os dois já realizaram juntos mais de 150 concertos.

O Quarteto Esterhazy, da Universidade de Missouri (EUA), volta à capital para ser uma das atrações internacionais no sexto dia do Fimupa deste ano. Os músicos de cordas são Eva Szekely (violino), Julie Rosenfeld (violino), Leslie Perna (viola) e Eli Lara (violoncelo).

Atrações nacionais – Músicos brasileiros de renome mundial também vão se apresentar nessa edição do Festival, a começar pelo maestro mineiro Silvio Viegas, regente titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, do "Palácio das Artes", e professor de regência da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ele irá reger a OSTP na primeira noite de apresentações, durante o Concerto de Abertura do Fimupa, no Theatro da Paz.

Já o paulista Roberto Tibiriçá vai reger a Orquestra Sinfônica do Fimupa. O maestro, que já regeu inúmeras orquestras no Brasil e exterior como convidado, é desde 2003 o titular da cadeira de nº 5 da Academia Brasileira de Música. O convite para participar da programação foi aceito também por um dos principais violoncelistas do Brasil, o paulista Antônio Lauro Del Claro, que vai reger a Orquestra de Violoncelos do Festival. Antônio já esteve em Belém e foi diretor artístico do Encontro de Cordas da FCG e maestro da orquestra formada para o evento.

No quinto dia de festival, quem estará no palco do Theatro da Paz será o violinista do Rio Grande do Sul, Cármelo de Los Santos. O músico e professor associado de violino na Universidade do Novo México (EUA) irá se apresentar com a Camerata FAM, da Fundação Amazônica de Música. Cármelo toca um exemplar de violino fabricado pelo ilustre francês Jean Baptiste Vuillaume, feito em Paris em 1827.

Quem também vai estar no festival é o quarteto de cordas Radamés Gnattali, que desponta na cena musical erudita como um dos melhores do Brasil. Formado por Carla Rincón (violino), Andréia Carizzi (violino), Marco Catto (viola) e Hugo Pilger (violoncelo), foi o único grupo brasileiro a gravar e executar na íntegra as 17 obras escritas por Villa-Lobos – para quarteto de cordas – ao longo de sua vida. Em 2012, Radamés Gnattali chegou a ser indicado ao prêmio Grammy Latino.

Atrações Regionais – Também participam do Festival a Orquestra Jovem Vale Música (OJVM), sob a regência do maestro Silvio Viegas e com o solista Sasha Boldachev; e Amazônia Jazz Band, sob a regência de Nelson Neves e solo do renomado violonista paraense Sebastião Tapajós, ganhador de diversos prêmios na Europa, representante do talento paraense no exterior.

O Coro Carlos Gomes também irá se apresentar no festival, assim como também estão previstos concertos de Maurício Gomes (violão) junto ao grupo Belle Art (flauta doce), o grupo de sopro Quartenura, o Trio Raízes com o Coral Experimental Donina Ben-Accon, o Coral de Trombones junto ao Grupo Pará Trombones e o Grupo de Percussão.

Também será possível assistir aos master class de viola, violino, violoncelo, oboé, saxofone, trompa, contrabaixo e piano com grandes nomes da música clássica participante do Festival. As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas via formulário, através de link disponível no site da Fundação Carlos Gomes.

O Festival Internacional de Música do Pará é realizado pelo Governo do Pará, por meio da Fundação Carlos Gomes e da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Academia Paraense de Música (APM), e conta com o apoio da Fundação de Telecomunicação do Pará (Funtelpa), Fundação Amazônica de Música (FAM), Imprensa Oficial do Estado, Secretaria de Estado de Comunicação e shoppings Grão Pará, Boulevard e Parque Shopping. O patrocínio do evento é do Banco do Estado do Pará (Banpará).

Serviço – O XXXII Festival Internacional de Música do Pará ocorre de 2 a 9 de junho no Theatro da Paz, Igreja de Santo Alexandre, Sala Ettore Bosio (IECG)e Sala Augusto Meira Filho (FAM). Os ingressos para os concertos no Theatro da Paz serão disponibilizados no dia do evento, às 9h, na bilheteria do TPe custarão R$ 2,00. Nos demais espaços a entrada é franca. Confira a programação completa no site da Fundação Carlos Gomes.

Tags

fundação carlos gomes SECULT theatro da paz

Comentários

*Os comentários não representam a opinião do site, a responsabilidade é do autor da mensagem.


  • in this conversation
      Media preview placeholder